• Home
  • Justiça condena homem que agrediu e matou cadela da namorada

Justiça condena homem que agrediu e matou cadela da namorada

0 comments

Foto: Arquivo pessoal

Danilo de Araújo, de 35 anos, foi condenado a seis meses de prisão por violência doméstica e maus-tratos a animais. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) também determinou o pagamento de R$ 5 mil por danos morais e R$ 2.250 por danos materiais.

Em 2018, Danilo agrediu a cadela de sua namorada de maneira brutal. Socorrida, a yorkshire foi levada ao veterinário, mas teve uma parada cardiorespiratória e morreu. Na época, ele era servidor público da Secretaria da Criança do Distrito Federal.

Tutora da cadela, Kenia Waleska Mundim conta que havia discutido com Danilo no dia em que ele espancou Diva, de cinco anos. Segundo ela, a yorkshire “foi arremessada diversas vezes no chão e contra a parede”. Câmeras de segurança registraram as agressões ocorridas em um condomínio na Asa Norte, em Brasília, onde o casal morava.

O caso levou o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a denunciar Danilo por violência doméstica e crime de maus-tratos a animais. No julgamento em primeira instância, ele foi absolvido. Mas após Kenia e a acusação recorrerem da decisão, a desembargadora Nilsoni de Freitas Custódia decidiu condená-lo em segunda instância.

De acordo com a magistrada, a necropsia provou que a cadela “apresentava severos traumas tais como: hematomas, extensa hemorragia no membro pélvico esquerdo e nos músculos do quadríceps femoral e tibial cranial, 53 mililitros de sangue na cavidade abdominal, coágulo recobrindo as serosas viscerais, baço retraído e fratura completa transversal do púbis”.

“A versão do réu de que poderia ter pisado na cachorra no momento da discussão, não se mostra compatível com as lesões sofridas pelo animal”, disse a desembargadora.

Advogada da tutora do animal, Ana Paula Vasconcelos considerou que o caso “comprova a ligação entre a violência contra pessoas e os maus-tratos a animais”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>