• Home
  • Plataforma de gelo desmorona devido ao aumento das temperaturas no Canadá

Plataforma de gelo desmorona devido ao aumento das temperaturas no Canadá

0 comments

Pixabay

A última plataforma de gelo totalmente intacta no Ártico canadense desabou, perdendo mais de 40% de sua área em apenas dois dias no final de julho.

A plataforma de gelo Milne fica na orla da Ilha Ellesmere, no território pouco povoado do norte do Canadá, Nunavut.

“Acima das temperaturas normais do ar, ventos afastados da costa e do mar aberto em frente à plataforma de gelo são todos parte da fórmula para quebrar a plataforma de gelo”, disse o Serviço Canadense de Gelo em um tweet no início desta semana.

“Cidades inteiras são desse tamanho. São como grandes pedaços de gelo”, disse Luke Copland, um glaciologista da Universidade de Ottawa que fazia parte da equipe de pesquisa que estuda a plataforma de gelo de Milne.

A área da plataforma encolheu cerca de 80km². Em comparação, a ilha de Manhattan em Nova York cobre cerca de 60 km².

“Esta foi a maior plataforma de gelo intacta remanescente e está basicamente desintegrada”, disse Copland. O Ártico vem aquecendo o dobro da taxa global nos últimos 30 anos, devido a um processo conhecido como amplificação do Ártico. Mas neste ano, as temperaturas na região polar têm sido intensas. O gelo do mar polar atingiu sua menor extensão, em julho, em 40 anos. Calor recorde e incêndios florestais queimaram a Rússia siberiana.

O verão no Ártico canadense este ano em particular foi 5ºC acima da média dos últimos 30 anos, disse Copland. Isso tem ameaçado calotas polares menores, que podem derreter rapidamente porque não têm o volume que as geleiras maiores têm para permanecer frias. À medida que uma geleira desaparece, mais rochas são expostas, que então se aquecem e aceleram o processo de derretimento.

“Os muito pequenos estão perdendo-se dramaticamente”, disse ele, citando análises de pesquisadores sobre imagens de satélite. “Você se sente como se estivesse em uma ilha afundando em busca desses recursos, e esses são grandes recursos. Não é como se fosse um pequeno pedaço de gelo que você encontra em seu jardim.”

O colapso da plataforma Milne também significou a perda do último lago epishelf conhecido no Hemisfério Norte, um lago formado por uma camada de água doce, oriunda do derretimento de neve e gelo, que é represada pela plataforma de gelo, que flutua sobre o oceano.

Um campo de pesquisa, incluindo instrumentos para medir o fluxo de água através da plataforma de gelo, foi perdido quando a plataforma desabou. “É uma sorte não estarmos na plataforma de gelo quando isso aconteceu”, disse o pesquisador Derek Mueller, da Carleton University em Ottawa, em uma postagem de blog em 2 de agosto.

Ellesmere também perdeu suas duas calotas polares da baía de St Patrick neste verão.
“Nós os vimos indo, como alguém com câncer terminal. Era apenas uma questão de tempo”, disse Mark Serreze, diretor do National Snow and Ice Data Center (NSIDC) em Boulder, Colorado.

O desaparecimento foi confirmado no mês passado, quando imagens de satélite da Nasa na região revelaram uma completa falta de neve e gelo, disse Serreze, que estudou os topos como estudante de graduação em sua primeira viagem ao Ártico anos atrás. Na época, disse ele, os topos pareciam partes imóveis da geografia.

“Quando eu estava lá na década de 1980, conhecia cada centímetro quadrado dessas calotas polares”, disse ele. “Você tem as memórias. É como sua primeira namorada. “
Enquanto isso, outras duas calotas polares em Ellesmere – chamadas Murray e Simmons – também estão diminuindo e provavelmente desaparecerão em 10 anos, disse Serreze.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>