• Home
  • Pesticidas impulsionam o rápido declínio de espécies de pássaros

Pesticidas impulsionam o rápido declínio de espécies de pássaros

0 comments

Pixabay

Os pesticidas populares estão causando o declínio de espécies de pássaros em taxa alarmante nos Estados Unidos, adicionando combustível a uma tendência de baixas na biodiversidade de pássaros em mais de 50 anos, comprova um novo relatório.

Além dos pesticidas pulverizadores, os fazendeiros estão utilizando amplamente químicas para revestir sementes. Esses pesticidas, chamados neonicotinóides ou neônicos, combatem os insetos enquanto as sementes brotam e crescem.

De acordo com o estudo publicado no Nature Sustainability, o crescimento no uso dos neonicotinóides está colocando as espécies de pássaros em risco enquanto sua química se manifesta no talo, nectar e o pólen das plantas.

A co-autora de um estudo e diretora associada de pesquisa no Institute of Sustainability, Energy and Environment da Universidade de Illinois na cidade de Urbana-Champaign, Madhu Khanna, diz que o crescimento de 100 kg do uso desse pesticida e revestidor de sementes em um município dos Estados Unidos está conectado ao decréscimo de 2,2% de pássaros do campo.

Os pesticidas sem neonicotinóides estão conectados ao decréscimo de somente 0.05%.
Quando os pássaros comem o pesticida com revestimento de sementes, ou insetos que polinizaram plantas que foram tratadas com o neonicotinóides, sua química pode prejudicar o desenvolvimento dos pássaros. E futuramente, a abilidade de reprodução dos pássaros diminui. Os químicos podem ter efeito por anos depois que os pássaros os consumiram.

Os neonicotinóides aumentaram em popularidade entre os fazendeiros porque eles não precisam ser reaplicados enquanto as plantas crescem. Entretanto, estudos passados também conectaram os pesticidas ao decréscimo de polinizadores importantes, como abelhas e borboletas, o que levou a União Europeia a banir aproximadamente todos os neonicotinóides.

A administração de Trump retrocedeu nas restrições dos neonicotinóides e aprovou um novo no último verão.

Os Estados Unidos e Canadá perderam 29% dos pássaros desde 1970, devido a expansão de cultivos e o uso de pesticidas. Khanna diz que é esperado que a população de pássaros continue a diminuir com a piora do aquecimento global e mudanças dos habitats.

De 2008 a 2014, os pesquisadores estimam que a população de pássaros do campo – incluindo os pardais e as corujas – diminuíram em 4% por ano, e pássaros que comem insetos caíram em 3% por ano por conta dos neonicotinóides.

Mais da metade dos municípios dos Estados Unidos calcularam mais de 10% de perda de seus pássaros do campo devido ao uso do neonicotinóides durante esse período.
Khanna diz que tais perdas podem ser prejudiciais ao meio ambiente.

“Qualquer coisa que possui um impacto além das espécies alvo é preocupante”, diz Khanna.”Dada a natureza integrada de nosso ecossistema, a perda de qualquer parte adversamente afeta o todo”.

Os pesquisadores descobriram que as espécies de pássaros do Centro Oeste e das Grandes Planícies, onde fazendeiros expandiram o cultivo e aumentaram o uso dos pesticidas revestidores de sementes, foram os mais impactados. A população de pássaros expandiram em algumas áreas dos Estados Unidos que se afastaram da agricultura, incluindo o Arizona, Nevada e o Maine.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>