• Home
  • Associação em prol dos animais pressiona o Senado para a criação da Lei Sansão

Associação em prol dos animais pressiona o Senado para a criação da Lei Sansão

0 comments

Associação Adote Um Coração

A Adote Um Coração, associação beneficente, assistencial e sem fins lucrativos em prol dos cachorros abandonados ou vítimas de maus-tratos, acaba de iniciar uma campanha em todo Brasil – que conta com o engajamento de celebridades – para pressionar o Senado na aprovação da Lei Sansão em apoio ao Projeto de Lei 1095/19, que estabelece a prisão de dois a cinco anos para quem comete crimes de maus-tratos contra animais e tem o intuito de aumentar a multa para aqueles que praticarem ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. O PL já foi aprovado na Câmara pelos deputados federais.

No início de julho, Sansão, um pitbull de dois anos, foi vítima de tortura e teve as duas patas traseiras decepadas a golpes de foice pelos vizinhos, em Confins (MG). O caso ganhou grande repercussão, inclusive nas redes sociais (@todospor.sansao), e está movimentando um abaixo-assinado por pedido de justiça com prisão para quem promove maus-tratos contra animais, que já ultrapassa 620 mil assinaturas.

O cachorro Sansão foi recentemente “apadrinhado” pela Adote Um Coração. Através do vice-presidente da associação Alexandre Soares, ele passou a receber toda estrutura para o tratamento vitalício, incluindo exames e medicamentos do período em que esteve internado no hospital veterinário Arnaldo, em Belo Horizonte, além das futuras fisioterapias e tratos especiais.

A Adote Um Coração também está prestando toda a assessoria jurídica através do escritório de advocacia Paulo Amador da Cunha Bueno, de São Paulo, contratado para cuidar do caso em Minas Gerais, e juntamente com o escritório W.R.D Advocacia, que atende Nathan Braga de Souza, tutor do animal, irá acompanhar o andamento das investigações sobre os maus-tratos sofridos pelo cão Sansão para que, ao final, haja justa punição aos autores do crime.

Alexandre Soares considera que “infelizmente esse tipo de crueldade acontece com frequência no Brasil e o Sansão passará a ser um ícone dessa luta para os animais como foi o caso da Lei Maria da Penha para muitas mulheres”. E completa: “eu, particularmente, gosto muito de animais mas acima deste sentimento está a minha crença de que o ser humano pode evoluir e, mesmo que não goste de animais, tem que aprender a respeitá-los., por isso nossa luta é contra o fim da covardia e da agressão contra um ser vivo”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>