• Home
  • Projeto que leva animal até a casa do novo tutor possibilita adoções no RJ

Projeto que leva animal até a casa do novo tutor possibilita adoções no RJ

0 comments

Foto: Divulgação/Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal

A Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, criou o projeto “Amor Delivery”, por meio do qual animais escolhidos através da internet são levados até a casa dos novos tutores. Na última terça-feira (14), dois cães foram beneficiados pela iniciativa e encontraram famílias dispostas a amá-los.

Fotos dos animais disponíveis para adoção são publicadas nas redes sociais da Subsecretaria, com informações sobre cada um deles. Os pretensos adotantes fazem a seleção e, depois de serem aprovados em entrevista realizada pela equipe da pasta, recebem o novo membro da família.

Enquanto não são adotados, os animais ficam em lares temporários. Assim aconteceu com Théo, filhote de cachorro de 4 meses de idade que permaneceu em um lar provisório até ser levado na terça-feira (14) para sua nova casa, no bairro Engenho de Dentro, na Zona Norte da capital.

Foto: Reprodução/Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal

O filhote teve sua vida transformada graças à ação de uma moradora de Guaratiba, na Zona Oeste do município, que encontrou a mãe de Théo abandonada. Grávida, Pretinha poderia ter dado à luz na rua, o que colocaria seus filhotes na mesma situação de sofrimento vivenciada por ela. O resgate, portanto, foi providencial. Atendida pela equipe veterinária da Subsecretaria, a cadela, que foi encontrada sem os dentes, recebeu tratamento e foi castrada após o nascimento dos filhotes. Atualmente, ela aguarda um lar para receber o amor que por tanto tempo lhe foi negado.

Existem cerca de 3,4 milhões de animais abandonados no estado do Rio de Janeiro, segundo estimativas do IBGE e do Instituto Pet Brasil. Além disso, os abandonos aumentaram 40% durante a pandemia.

Abandonar animais e maltratá-los configura crime. Casos registrados no estado fluminense podem ser denunciados através das redes sociais da Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal e também pelo Disque Denúncia (21) 2253-1177.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>