• Home
  • Grupo é preso após maltratar animais para obter vantagem indevida sobre doações

Grupo é preso após maltratar animais para obter vantagem indevida sobre doações

0 comments

Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

Um grupo foi preso no Distrito Federal após ser acusado de obter vantagem indevida sobre doações arrecadadas para animais abandonados. A prisão foi realizada pela Delegacia de Combate à Ocupação Irregular do Solo e aos Crimes contra a Ordem Urbanística e o Meio Ambiente (Dema) na manhã desta sexta-feira (19).

Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão, realizados por agentes da Polícia Civil, em Águas Claras, Ceilândia, Cruzeiro, Taguatinga e Valparaíso de Goiás (GO), no Entorno do Distrito Federal.

A investigação, iniciada em setembro de 2019, concluiu que os animais, principalmente cães e gatos, eram submetidos a maus-tratos durante tratamentos invasivos realizados por estudantes de medicina veterinária. Receituários e carimbos médicos falsos ou furtados eram usados, segundo informações do portal Metrópoles.

Foto: Divulgação/PCDF

Dados de profissionais da área de medicina veterinária também eram usados pelo grupo para que medicamentos e instrumentos de venda controlada pudessem ser adquiridos.

Valores arrecadados em campanhas realizadas nas redes sociais eram distribuídos entre supostas protetoras de animais e um falso médico veterinário.

O grupo pode ser condenado pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsidade ideológica, maus-tratos a animais e exercício irregular da profissão.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>