• Home
  • Mercados que vendem morcegos, cobras e cães para consumo continuam operando em meio à pandemia

Mercados que vendem morcegos, cobras e cães para consumo continuam operando em meio à pandemia

2 comments

PETA Asia

Mercados úmidos que comercializam animais como cães, cobras e morcegos para consumo continuam operando normalmente em todo o Sudeste Asiático em meio à pandemia de Covid-19, que já causou a morte de milhares de pessoas em todo o mundo. Fotos e vídeos aterradores mostram os animais amontoados em pequenas gaiolas em mercados em países como Camboja, Indonésia, Filipinas, Tailândia, Vietnã e China.

Um vídeo de uma investigação da PETA Asia mostra um pequeno e indefeso coelho aguardando a morte. Outras imagens mostram galinhas, gansos, macacos e sapos ainda vivos esperando o momento de serem mortos e vendidos. As atividades desses mercados sofrerem pouco impacto, apesar dos alertas de cientistas renomados apontando que o consumo de animais silvestres pode ser o responsável pela pandemia.

Nas Filipinas, homens são vistos caminhando apenas de chinelos em um chão ensanguentado enquanto corpos de porcos e aves com a as próprias mãos. No Vietnã, as cabeças cozidas e outras partes do corpo dos cães são empilhadas em um balcão perto de animais vivos. Sangue e vísceras cobrem o chão em todos os mercados. Civetas vivos, que foram ligados ao surto de SARS, também foram vistos.

Morcegos, que se acredita terem sido o animal que transmitiu Covid-19 aos seres humanos, podem ser vistos pendurados de cabeça para baixo em gaiolas na Indonésia. A PETA e suas afiliadas internacionais estão usando o vídeo para renovar sua convocação à Organização Mundial da Saúde para exigir o fechamento dos mercados de animais vivos em todo o mundo.

Até agora, a campanha foi apoiada por mais de um quarto de milhão de pessoas. “A próxima pandemia mortal é inevitável enquanto os mercados cheios de animais doentes e estressados ​​ainda estiverem abertos. A PETA está pedindo às autoridades do governo que fechem essas placas de Petri para pandemias”, disse Ingrid Newkirk, fundadora da PETA.

Veja o vídeo abaixo (imagens fortes):


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. NÃO TEM COMO FICAR PASSIVO E NÃO SE INDIGNAR E SE REVOLTAR, DIANTE DO PRIMITIVISMO MORAL E CULTURAL, DA INSENSIBILIDADE E DA CRUELDADE BESTIAL, DESTES POVOS, AINDA MAIS POR TRATAR SERES VIVOS E TÃO INDEFESOS COMO OS ANIMAIS COM TANTO DESPREZO, AI NÃO TEM COMO NÃO SER SINCERO E DIZER O QUE PENSA, COMO POR EXEMPLO, COMO SE COMOVER OU SE SOLIDARIZAR COM O SOFRIMENTO DE POVOS COMO ESTES, QUANDO DEVASTADOS POR TRAGÉDIAS NATURAIS COMO TSUNAMIS, TERREMOTOS, FURACÕES ETC, OU POR TER MORRIDO AOS MILHARES EM PANDEMIAS COMO ESSA QUE ESTAMOS VIVENCIANDO E QUE DE CERTO MODO TEM COMO RESPONSÁVEIS TAIS ATOS CULTURAIS PRIMITIVOS DESTES MESMOS POVOS, NA MINHA OPINIÃO, A VIDA DE UM ÚNICO ANIMAL DESTES, VALE MUITO MAIS DO QUE A VIDA DE MILHARES DESTES POVOS CRUÉIS, COVARDES, INSENSATOS E PRIMITIVOS!

  2. QUE A LEI SE FAÇA VALER.
    SERES CHAMADOS DE HUMANOS DEUS LHE DEU INTELIGÊNCIA VAI PLANTAR DO QUE ASSASSINAR ESTES ANIMAIS FILHOS TAMBÉM DO CRIADOR.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>