• Home
  • Greta Thunberg faz apelo em prol da Amazônia e do combate à Covid-19 em Manaus

Greta Thunberg faz apelo em prol da Amazônia e do combate à Covid-19 em Manaus

0 comments

Greta Thunberg (Morris Mac Matzen/Reuters)

A ativista Greta Thunberg gravou um vídeo (veja abaixo) pedindo proteção à floresta amazônica e ajuda para o combate ao coronavírus no Amazonas. O sistema de saúde pública de Manaus, capital do estado, entrou em colapso.

Participaram do vídeo, além de Greta, 12 ativistas que integram o FridaysforFuture, movimento criado pela ambientalista para alertar o mundo a respeito das mudanças climáticas e da necessidade de preservar o meio ambiente.

O vídeo é uma resposta ao prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, que no último dia 3 pediu a ajuda da ambientalista para que ela usasse sua influência mundial para auxiliar no combate à pandemia na região da Amazônia. Greta atendeu ao pedido, não só através do vídeo, mas também por meio de uma carta aberta.

“O nosso apelo para que as grandes nações ajudem Manaus a enfrentar a pandemia ganha ainda mais força com o apoio do movimento FridaysForfuture, encabeçado pela ativista ambiental sueca”, escreveu o prefeito ao divulgar o vídeo nas redes sociais.

No começo das imagens, Greta afirma que Manaus é o coração da Amazônia. Os demais ativistas – de países como Irlanda do Norte, Portugal, Suécia e Nova Zelândia, além do Brasil – abordaram a importância da região por conta de sua biodiversidade, recursos naturais e de suas “culturas incríveis e mágicas histórias”. Os povos originários, que vivem no Amazonas, foram citados.

No Twitter, o prefeito de Manaus também fez menção aos indígenas ao abordar novamente o vídeo feito pelos ambientalistas. “Eles entendem a importância de garantirmos que os povos tradicionais da Amazônia não sejam dizimados pelo novo coronavírus. Lutaremos até o fim e não descansaremos enquanto não vencermos a Covid-19”, escreveu.

Durante a gravação, os ambientalistas lembraram das mortes causadas pelo vírus. “Nós estamos morrendo”, afirmaram os ativistas brasileiros, que pediram que países que “já passaram pela pior parte da Covid-19” ajudem Manaus, que sofre com a falta de respiradores, remédios e itens básicos para salvar a vida das pessoas nos hospitais.

“E se você não puder fornecer grandes quantidades de suprimentos, lembre-se que até mesmo as menores ações podem criar um grande impacto positivo na vida das pessoas”, lembrou Greta, que reforçou ainda que “as consequências das mortes dos povos da Amazônia e da destruição da floresta amazônica serão globais”.

“Nós precisamos defender os povos tradicionais da Amazônia de invasores que podem levá-los à morte. Nós temos que defendê-los das ações negligentes e irresponsáveis do nosso governo federal”, afirmaram os ativistas, citando o descaso do presidente Jair Bolsonaro no combate à doença, que tem sido tratada por ele como uma “gripezinha”, embora já tenha matado mais de 15 mil pessoas. Bolsonaro, no entanto, acredita que a economia do país é mais importante do que a vida humana e insiste em pedir o fim da quarentena, ignorando que é impossível haver economia sem pessoas vivas para movimentá-la.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>