• Home
  • Prefeitura do RJ lança projeto que leva animal até a casa do adotante durante quarentena

Prefeitura do RJ lança projeto que leva animal até a casa do adotante durante quarentena

0 comments

Reprodução/Facebook/Prefeitura do RJ

A Prefeitura do Rio de Janeiro, através da Subsecretaria de Bem Estar Animal, lançou o “Entrega Pet”, projeto que leva o animal até a casa do adotante, para que a pessoa não precise sair de seu lar durante a quarentena de combate ao coronavírus.

Após conhecer, através de fotos, os animais disponíveis para adoção – seja através das publicações da Subsecretaria nas redes sociais ou por WhatsApp -, o candidato à adoção pode ver o animal através de uma chamada de vídeo. Se aprovado na entrevista feita pelos funcionários do Centro de Proteção Animal Fazenda Modelo, ele receberá o animal em sua casa.

“Você precisa ser maior de idade, precisa nos enviar identidade, CPF e comprovante de residência. A partir daí, alguém vai ligar para você por vídeo chamada e vocês vão conversar sobre as características do seu lar e sobre as características dos nossos animais para formar uma grande família”, explicou ao G1 Roberto de Paula, subsecretário de Bem Estar Animal do Rio.

A medida foi uma forma de contornar as dificuldades geradas pela suspensão das visitas ao abrigo para conter o vírus e incentivar as adoções, que registraram queda desde o início da pandemia. Em janeiro, foram 31 animais adotados. Em fevereiro, o número caiu para 28. Em março, com o início do isolamento social, nenhuma adoção foi registrada.

O Entrega Pet, no entanto, tem conseguido reverter o cenário. Desde abril, quando o projeto teve início, 51 animais foram adotados, o que indica um aumento de 50% em comparação à média mensal de adoções.

Através das redes sociais da Subsecretaria, Roberto de Paula lembrou que os animais do abrigo têm um passado sofrido e pediu à população que dê uma chance a eles, adotando-os.

“Nossos animais já sofreram muito, e são extremamente amáveis e dóceis, eles merecem ter uma segunda oportunidade. Eu li uma matéria dos Estados Unidos que os abrigos de animais foram esvaziados, pois com o confinamento as pessoas estão tendo tempo de fazer a adaptação deste animal adotado. Meu sonho é que isso aconteça aqui no Brasil, encontrar 800 pessoas responsáveis que adotem esses animais, pois isso abriria mais 800 vagas para outros que ainda sofrem por aí”, afirmou.

O subsecretário também elogiou os funcionários da Fazenda Modelo. “Graças a Deus eu tenho uma equipe muito dedicada à causa animal, que na mesma hora que eu falei sobre o projeto se propuseram a ajudar no que for preciso para que esses animais cheguem a casa dos adotantes. Estou muito confiante que teremos muitas adoções, e que as pessoas saibam que não há melhor companhia do que a companhia de um animalzinho!”, completou.

O discurso de Roberto foi confirmado na prática por Luiara Paraizo e Frederico Oliveira, que adotaram animais resgatados pelo abrigo municipal.

Reprodução/Facebook/Prefeitura do RJ

O gato João foi levado até a casa da nova tutora, na Taquara. “Esse é um amor puro. É algo fantástico o que eles podem proporcionar para a gente. Ao invés da gente ajudar eles, eles que nos ajudam. Todos os dias”, afirmou Luiara ao G1.

Frederico, por sua vez, mudou a vida de Cevada, dando um lar à cadela. “Eu li vários relatos de pessoas que dizem que o cachorro em situação de rua tem uma gratidão pela pessoa que o adotou enorme. Foi a melhor coisa que eu fiz na minha vida”, disse.

“Ela tá aqui a uma semana e é super educada e obediente. Não dá para acreditar que era um cachorro que nunca tinha visto a gente e se adaptou tão bem em dois dias. Se você puder e quiser mesmo, adote”, incentivou.

Interessados em fazer parte do projeto Entrega Pet para dar um lar a animais carentes de amor, que precisam de cuidados e de uma família, devem entrar em contato com o Subsecretario de Bem Estar Animal do Rio através do telefone 21 99399-3968. Caso a pessoa ainda não tenha escolhido um animal por meio das fotos divulgadas pela pasta nas redes sociais, é possível solicitar o envio das imagens via WhatsApp antes do agendamento da chamada de vídeo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>