• Home
  • Cão é encontrado enforcado e pendurado em uma árvore

Cão é encontrado enforcado e pendurado em uma árvore

0 comments

Ilustração | Pixabay

Um cachorrinho de pequeno porte sem vida foi encontrado pendurado em uma árvore na cidade de Gaurama, no interior do Rio Grande do Sul. A denúncia foi feita pela Associação de Amigos dos Animais de Gaurama (Amigau), que solicitou uma equipe policial no local onde o animal foi morto para o registro de uma ocorrência.

Moradores da região afirmam que o cachorrinho nunca foi visto nas redondezas e não há informações sobre quem poderia ter cometido o crime. A diretora da Amigau afirma que a principal luta é contra a impunidade. “Precisamos mostrar nosso trabalho e deixar as pessoas cientes de que maus-tratos aos animais é um crime”, disse.

E completa: “Quem sabe dessa maneira as pessoas passem a ter mais consciência de que os animais também sofrem. Nós sempre iremos procurar pelos órgãos de segurança para que tais atos sejam investigados”, afirmou. O crime contra o cachorrinho será encaminhado ao Ministério Público.

A organização em defesa dos animais pede que quem tiver qualquer informação que leve ao responsável por este ato cruel faça uma denúncia, mesmo que seja de forma anônima.

Crime

No Brasil, crimes contra animais estão previstos na lei 9.605 de 1998. Uma vez acusado, o responsável pode ser punido com multa e até um ano de detenção. No entanto, em uma entrevista à Agência de Notícias de Direitos Animais, o advogado criminalista e consultor da ANDA Sérgio Tarcha explica que existe um novo projeto que torna a pena de crimes de maus-tratos mais rigorosa.

Segundo Tarcha, apesar de trazer avanços, crimes contra animais ainda não são vistos com gravidade pela Justiça. “A pena, hoje, é de 3 meses a 1 ano de detenção, ou seja, é nada. A lei que regula a matéria é a lei de crimes ambientais, 9.605/98, a nova lei, 11.210/18, que já foi aprovada pelo senado eleva para 1 a 4 anos de detenção, mais a multa. Ainda continua muito branda a legislação, em outros países é muito mais severo”, disse.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>