• Home
  • Em meio à pandemia, aumenta o índice de caça nos EUA

Em meio à pandemia, aumenta o índice de caça nos EUA

0 comments

Pixabay

Uma reportagem publicada pelo portal britânico Daily Mail afirma que os índices de caça dos Estados Unidos estão crescendo durante a pandemia. Devido aos bloqueios de atividades em frigoríficos e matadouros, há uma redução na oferta de carne e isso, supostamente, estaria incentivando americanos a recorrerem à caça de animais selvagens.

A hora não poderia ser pior. Especialistas de diversas partes do mundo, inclusive dos Estados Unidos, alertam sobre o risco do consumo de animais silvestres e o interligam ao surgimento de novas doenças. Milhares de pessoas em todo o mundo estão adotando dietas livres de crueldade animal e mais seguras. Esse é o momento de repensar escolhas.

Órgãos de defesa e proteção da fauna silvestre apontam que além do risco do surgimento de novas doenças zoonóticas (transmitidas de animais para seres humanos), há também o impacto direto na população de diversas espécies nativas que têm recuperação lenta. Cidades como Novo México e Indiana registraram aumento no pedido de licenças de caça.

Defensores da caça de animais tentam justificar a prática afirmando que a caça supostamente seria a melhor forma de saber de onde vem a comida e assim torná-la mais segura para consumo. O discurso de apologia à atividade inclui ainda que o consumo de carne é uma tradição norte-americana e que a recessão não pode impedir os cidadães de comê-la.

Pessoas que nunca caçaram também estão sendo estimuladas a adotar a prática para aumentar a renda com a venda da carne dos animais brutalmente mortos. Além do aumento nas licenças de caça, também está sendo registrada maior número de venda de armas, que com as políticas de isolamento, pode acentuar o número de violência e de assassinatos.

Ativistas em defesa dos direitos animais confrontam a decisão do governo de permitir licenciamento de caça em meio a uma pandemia enquanto o país registra cerca de 70 mil mortes por Covid-19. Há formas mais éticas e saudáveis de se alimentar e alternativas mais promissoras e compassivas de enfrentar a quarentena, como ajudar o próximo ou aos mais indefesos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>