• Home
  • Cãozinho negligenciado renasce após ser adotado

Cãozinho negligenciado renasce após ser adotado

0 comments

Arquivo pessoal

A cadelinha da Cindy foi resgatada após sofrer negligência severa de seus tutores no Sri Lanka em dezembro de 2018. A cachorra da raça dogue alemão chegou ao santuário Animal SOS com menos da metade do seu peso e segundo seus salvadores, parecia um “esqueleto”. Além da desnutrição severa, Cindy apresentava ferimentos, ossos expostos sob a pele sensível e as avaliações iniciais apontaram que ela definitivamente corria risco de morte.

A fundadora do santuário, Kim Cooling, sabia que seria um caso difícil com muitos indícios sugerindo que a cadelinha não sobreviveria, mas a ativista via uma coragem e resiliência nos olhos da cadela e isso lhe deu forças para fazer tudo o que estava ao seu alcance para salvar Cindy. Felizmente, a cachorra lutou bravamente contra todos os obstáculos que a vida lhe impunha e atualmente é uma bela e linda dogue alemã com um coração repleto de amor e esperança.

Após a longa reabilitação, Cindy foi disponibilizada para adoção responsável e encontrou sua nova família em outro continente, mais precisamente no Reino Unido. Atualmente ela vive em uma grande propriedade com sua família. Ela também tem um irmão, o cãozinho da raça jack russell terrier, Eddy, que tem apenas um ano e meio e por quem a cadela se apaixonou desde que o viu. Eles vivem em uma fazenda em Cheshire, na Inglaterra. Cindy finalmente conheceu a felicidade.

O empresário Sean Burke, adotante da cadela, explica que fincou profundamente comovido com a história de Cindy. “Eu não sabia como ela ainda estava viva, o estado em que estava. Como alguém pode permitir que isso aconteça com um cão tão bonito?Ela quase não estava consciente a maior parte do tempo, mas era muito gentil e pensei que, se ela se recuperasse, merecia uma nova vida. Ela é uma gigante adorável, reconfortante e gentil. Era meu dever tirá-la dessa situação”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>