• Home
  • Número de ninhos de tartaruga aumenta 117% em Fernando de Noronha (PE)

Número de ninhos de tartaruga aumenta 117% em Fernando de Noronha (PE)

0 comments

O Projeto Tamar contabilizou 37 ninhos de tartaruga na ilha, ante 17 registrados na temporada 2018/2019


O número de ninhos de tartaruga em Fernando de Noronha (PE) aumentou 117%, segundo dados do Projeto Tamar. O período de desova teve início em dezembro do ano passado.

Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

Nos primeiros 45 dias da temporada 2019/2020, foram contabilizados 37 ninhos, ante 17 registrados na temporada 2018/2019. As informações são do portal G1.

“É um número relativamente alto se comparado às duas últimas temporadas, o que confirma o ciclo das tartarugas. Existe a possibilidade de batermos o recorde de ninhos, que é de 425 ninhos”, afirmou a coordenadora de Pesquisa do Tamar, Mariana Oshiro.

A Praia do Leão é o local que tem a maior quantidade de ninhos. Para protegê-los, estacas foram colocadas para demarcar os espaços onde os ovos se encontram. Uma proteção extra, para evitar pisoteio, também foi adotada este ano pelo projeto.

“Nós colocamos uma cerca para evitar o pisoteamento em ninhos que estão em áreas mais sombreadas e também em locais onde há uma circulação maior de pessoas”, disse.

Quatro ninhos localizados nas praias do Sancho e da Cacimba do Padre receberam cercas, segundo Mariana. Os cuidados com os ovos são reforçados entre os dias 11 e 16 de fevereiro, quando a movimentação de turistas e moradores deve aumentar por conta do Campeonato Mundial de Surfe.

“A Cacimba do Padre é uma praia que tem desova. Vamos ficar atentos a uma possível subida de tartaruga à areia para colocar o ninho. São os cuidados básicos para dar à fêmea tranquilidade”, contou.

A tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata) e a tartaruga-verde (Chelonia mydas) são as espécies com presença registrada pelo projeto em Fernando de Noronha. No entanto, ainda segundo o Tamar, apenas a tartaruga-verde se reproduz na ilha, com período de reprodução que vai até junho.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>