• Home
  • Mercado se adapta à ascensão do vegetarianismo e do veganismo em SP

Mercado se adapta à ascensão do vegetarianismo e do veganismo em SP

0 comments

São Paulo é o estado com maior número de veganos e vegetarianos. Em relação às cidades do estado, quem lidera o ranking é Mogi das Cruzes


A ascensão do vegetarianismo e do veganismo têm levado o mercado a se adaptar a essa nova realidade no estado de São Paulo. Mogi das Cruzes ocupa o 18º lugar no ranking estadual de um censo, realizado pelo Mapa Veg, que aponta as cidades com maior número de veganos. O município abriga a maior quantidade de adeptos do veganismo no Alto Tietê.

(Foto: Getty)o-u

O censo mostrou ainda que São Paulo é o estado com maior número de vegetarianos e veganos. De acordo com o IBGE, a quantidade de brasileiros que não come carne cresceu 14%.

A nutróloga Loreta Lopez, de 37 anos, integra a estatística. Desde os 15 anos, ela não come carne. Graças ao vegetarianismo, ela se especializou no atendimento a pessoas que não consomem carne. Atualmente, toda a família de Loreta é vegetariana.

“Hoje o meu maior motivo para ser vegetariana é a mudança climática, os danos que o consumo de alimentos de origem animal trazem para o planeta”, afirma. As informações são do portal G1.

Olívia, sua filha, também não consome carne, assim como seu marido, que se tornou vegetariano há cerca de dois anos. O vegetarianismo também influenciou a profissão de Álvaro Mielke, que é chefe de cozinha.

“Como em casa nossa lista de compras não inclui nenhum tipo de derivado animal, o nosso laboratório acaba sendo aqui, então muita coisa que embasa nossa alimentação desde o café da manhã ao jantar acaba ajudando a compor os pratos. Eu preparo a quantidade inicial de alimentos, consumimos fresquinho no primeiro dia e deixamos outra parte congelada para um estoque de emergência”, afirma Álvaro Mielke.

De acordo com uma pesquisa do Ibope Inteligência, cerca de 55% dos entrevistados afirmou que comeria mais produtos veganos se estivessem indicados nas embalagens e fossem comercializados pelo mesmo preço dos produtos que eles costumam consumir.

Pensando neste público que bares, lanchonetes e restaurantes têm adaptado seus cardápios. É o caso de uma casa de tortas em Mogi das Cruzes, que oferece opções sem ingredientes de origem animal.

Valéria Verdi, proprietária do estabelecimento, conta que cada vez mais novas opções surgem para veganos. “Eu vou imaginando e testando as receitas. De um tempo para cá essa área está tendo muita procura. As pessoas querem uma alimentação sem carne, ovos ou qualquer derivado animal e a gente tem que se adaptar”, explica a empresária.

Nota da Redação: é importante esclarecer que o veganismo é um termo criado pela The Vegan Society em 1949 para descrever um estilo de vida alinhado com a defesa dos direitos animais. Para esta entidade, o veganismo é “uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade”. O veganismo, em sua raiz conceitual, não se restringe unicamente à dieta, considerada vegetariana estrita, totalmente livre de qualquer produto ou ingrediente de origem animal. No entanto, com a popularização deste estilo de vida e do surgimento de novos termos, como dietas plant basead (baseada em plantas, em tradução literal) e com o aumento considerável do uso do termo “vegano” por celebridades e influenciadores, optamos por reproduzir as mesmas informações fornecidas pelas fontes das matérias.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>