• Home
  • Grife Versace abole uso de pele de canguru após pressão de ativistas

Grife Versace abole uso de pele de canguru após pressão de ativistas

0 comments

Divulgação

A grife italiana Versace decidiu abolir o uso de pele de canguru em suas coleções de luxo. A decisão foi tomada após uma forte pressão do grupo de defesa dos direitos animais LAV (sem tradução para o português), um coletivo que atua em toda em a Europa lutando pelo fim da exploração de animais em experimentos e para o vestuário.

O grupo aponta que mais de 2,3 milhões de cangurus são mortos anualmente apenas para fins comerciais. O anúncio da Versace vem de encontro à sensibilização mundial trazida pelos incêndios que assolam a Austrália desde setembro de 2018 e que dizimaram parte da população destes animais de forma profundamente dolorosa.

A representante da LAV, Simone Pavesi, elogiou a grife. “Nós nos comunicamos com a Versace por e-mail e eles confirmaram que desde 2019 não usam mais pele de canguru. Saudamos isso com um sinal de responsabilidade, hoje, mais do que nunca. Os incêndios estão devastando a Austrália com uma consequência dramáticas para a população destas espécies”, disse.

A LAV salienta também que a União Europeia é um dos principais e maiores mercados australianos para a exportação de carne e pele de canguru. A Itália atualmente é o principalmente consumidor de pele de canguru para a produção de calçados esportivos. Além da Versace, a marca de roupas Diadora também aboliu o uso do material de origem animal.

Pixabay

Pavesi conta que a estratégia adotada para conscientizar os acionistas da Versace foi mostrar vídeos e imagens expondo o sofrimento a quais esses animais são submetidos. Ela acredita que nenhuma grande empresa do ramo quer ser associada a este tipo de crueldade.

A LAV ainda tem muitos planos para impedir definidamente o uso de pele de canguru na Europa e no mundo. Segundo o The Guardian, o grupo pediu ao governo italiano que proíba as importações de pele de canguru e também está pressionando o embaixador da Austrália na Itália, Greg French, pedindo a proibição da caça a cangurus

Em 2018, a Versace anunciou que não usaria mais peles e pelos de animais em suas coleções. A pele de canguru foi mantida nas linhas de couro. Donatella Versace, na ocasião, afirmou que não tinha mais interesse em matar animais para a indústria da moda. Além da Versace, as grifes Gucci, Armani, Calvin Klein, Hugo Boss e Raph Lauren também aboliram definitivamente o uso de pele em suas criações.

Simone Pavesi acredita que a Versace deu um passo certo na direção da construção de um mundo melhor. “Esta é uma verdadeira catástrofe ambiental [os incêndios na Austrália] que corre o risco de apagar muitas espécies de animais da face da Terra”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>