• Home
  • Carne de porco à base de vegetais será lançada em mais de cem restaurantes chineses

Carne de porco à base de vegetais será lançada em mais de cem restaurantes chineses

0 comments

Omnipork é feito de cogumelo shiitake, arroz, soja não-transgênico e proteínas vegetais | Foto: Omnipork
Omnipork é feito de cogumelo shiitake, arroz, soja não-transgênico e proteínas vegetais | Foto: Omnipork

Uma alternativa vegana à carne porco está programada para ser lançada para vendas on-line e em 180 restaurantes em toda a China.

Omnipork (conhecido como a “nova carne de porco” em chinês) foi desenvolvido pelo fundador da Green Common, David Yeung. Atualmente, está disponível para venda via internet e em varejistas em Hong Kong, Cingapura, Tailândia e Taiwan.

Agora, a partir de 29 de novembro, os consumidores chineses poderão experimentar o produto em vários restaurantes, com o The Grand Hyatt Beijing sendo o primeiro parceiro de hotel a oferecer Omnipork em pratos.Em alternativa, eles poderão comprá-lo em uma loja online da Tmall (um site de varejo em idioma chinês).

Omnipork

Em entrevista ao Plant Based News, Yeung revelou que passou muito tempo montando a equipe certa e desenvolvendo o produto.

Ele disse: “Com o empreendedorismo, por mais que você tenha um sonho ou uma visão, no final, trata-se de execução e toda realização exige uma equipe de alto desempenho e alinhada à missão”.

“Temos muita sorte de ter encontrado cientistas de ponta na área de alimentos – pessoas familiarizadas com os gostos dos consumidores e também com o paladar asiático”.

“Iniciando uma nova página”

Falando sobre o lançamento do produto na China, Yeung fez uma declaração dizendo: “Nossa colaboração com a Tmall Global é um marco no desenvolvimento do mercado chinês, permitindo que os consumidores locais tenham uma idéia de como será o futuro”, disse David Yeung.

“Com a inauguração da nossa loja em 29 de novembro, iniciaremos uma nova página na liderança de uma tendência de consumo saudável e sustentável de alimentos na China”.

O lançamento ocorre quando o país está passando por uma escassez de carne de porco e aumento de preços como resultado da Febre Suína Africana – a Green Common quer capitalizar a escassez, tornando sua opção livre de animais mais amplamente disponível.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>