• Home
  • Tartaruga ingere plástico e morre após ser resgatada no Rio Grande do Sul

Tartaruga ingere plástico e morre após ser resgatada no Rio Grande do Sul

0 comments

O animal, que pertence à espécie tartaruga-de-couro, está ameaçado de extinção


Uma tartaruga resgatada na praia do Cassino, em Rio Grande (RS), morreu na sexta-feira (15). um exame de necropsia concluiu que as causas da morte foram “afogamento e obstrução do trato intestinal por conteúdo plástico”.

Foto: Divulgação/Cram-Furg

Encontrada com vida, a tartaruga foi resgatada após encalhar entre a estátua de Iemanjá e o Molhe da Barra. O animal era da espécie tartaruga-de-couro. As informações são do G1.

A tartaruga foi resgatada pelo Centro de Recuperação de Animais Marinhos (Cram-Furg), em parceria com o Projeto Caminho Marinho e o Ibama. O animal pesava 215 kg, estava muito debilitado e com poucos reflexos.

A necrópsia não indicou a presença de óleo no organismo do animal. No dia 13 de novembro, a substância vazou de um navio e, desde então, barreiras de contenção e absorção do material foram usadas, segundo a Superintendência do Porto de Rio Grande (SUPRG). Aproximadamente 3 mil litros vazaram da embarcação. No entanto, as autoridades alegaram que os danos causados seriam “plenamente contornáveis”.

A tartaruga-de-couro está ameaçada de extinção, segundo informações do Projeto Tamar.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>