• Home
  • Vereador de Itajaí (SC) sugere matar capivaras para controle populacional

Vereador de Itajaí (SC) sugere matar capivaras para controle populacional

0 comments

A sugestão cruel foi dada durante a aprovação de requerimento de outro vereador (Paulinho Amândio), que acusa as capivaras de transmitirem graves doenças aos humanos


O vereador Vanderley Dalmolin (MDB), de Itajaí (SC), sugeriu na terça, dia 29 de outubro, que as capivaras sejam mortas como forma de controlar o aumento populacional da espécie.

 

A sugestão se baseia nas justificativas  do requerimento nº 240/2019, do vereador Paulinho Amândio (PDT):  “Os riscos que a espécie traz à saúde dos munícipes por ser hospedeiro do carrapato-estrela, transmissor da febre maculosa, situação em que é relatado que mais da metade dos casos de infecção levam as pessoas a óbito”.

O vereador Vanderley disse: “A gente não consegue plantar mais, tem que ser tudo com cerca elétrica. Como no Rio Grande do Sul tem problema de invasão do javali, aqui podia trazer um projeto também para redução da capivara, sou a favor sim da matança. Desculpa o que estou falando para vocês aí, mas também está exagerado. Quer ver capivara tomando banho de piscina, vai lá na casa do meu pai, à noite elas vão tomar banho de piscina. Acho que tem que dar um fim nisso daí sim, um basta. Não matar tudo, porque tem que ter um pouco, mas redução, sim. Acredito que vai melhorar porque invasão de carrapato é grande”.

Vanderley disse ainda que pretende elaborar uma proposta de extermínio das capivaras semelhante a que determina a matança de javalis.

O vereador disse ainda que “não quer exterminar” a espécie e que defende os animais. Essa defesa, no entanto, é bastante contraditória, já que não assume qualquer compromisso com a garantia do bem-estar desses animais.

“Vou correr atrás do Ima (Instituto do Meio Ambiente de SC), do instituto ambiental de Itajaí para ver o que é possível, propor essa lei de castração ou tirar do habitat”, disse o vereador ao G1.

A Câmara deve solicitar informações sobre o controle populacional da capivara ao Instituto Cidade Sustentável (ICS), ao prefeito Volnei Morastoni (MDB), ao Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) e ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Nota da Redação: a castração é a única via correta que deve ser considerada frente à necessidade de realizar o controle populacional de uma espécie. Matar capivaras, javalis ou qualquer outro animal é uma prática cruel e antiética que fere os direitos animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>