• Home
  • Cão resgatado da guerra por fuzileiro ajuda tutor a superar o estresse pós-traumático

Cão resgatado da guerra por fuzileiro ajuda tutor a superar o estresse pós-traumático

0 comments

Craig Grossi e Fred enquanto o fuzileiro servia em uma área remota do Afeganistão | Foto: Facebook
Craig Grossi e Fred enquanto o fuzileiro servia em uma área remota do Afeganistão | Foto: Facebook

Um fuzileiro naval norte-americano que resgatou um cachorro em situação de rua que vagava em meio a bombardeios e tiroteios no Afeganistão e o levou escondido para casa, revela como no final foi o animal quem realmente salvou sua vida, ameaçada pelo estresse pós-traumático.

Craig Grossi conta que conheceu seu cão Fred em uma parte remota do país devastado pela guerra, enquanto a força Marine RECON – os soldados de elite do corpo de fuzileiros – estava sob incessantes ataques do Taliban em 2010.

Ele viu o animal “pulando pelo campo de batalha entre os tiroteios”, conforme disse à Fox News, e depois foi ver o cachorro quando os combates cessaram.

Apesar de estar desnutrido e coberto de moscas, Grossi disse à emissora que o cachorro estava abanando o rabo: “Eu pensei assim: ‘Você está brincando comigo? Oras, mas este cachorro não tem nenhum motivo para abanar o rabo’”.

Grossi disse que os primeiros momentos que passou com o cachorro lhe ensinaram a maior mensagem sobre como todos devemos seguir nossas vidas, algo que ele chama de “positividade teimosa”.

Ele deu a Fred um pouco de carne seca e a partir daquele momento o cachorro começou a segui-lo por toda parte.

“Quando nos sentimos completamente justificados para reagir negativamente, xingar, fazer algo desagradável ou apenas tocar a buzina um pouco demais, são exatamente esses os momentos que precisamos procurar lá no fundo e encontrar um motivo para ‘abanar a cauda’” – Grossi disse à Fox.

Depois de voltar do Afeganistão, Grossi voltou a estudar na Universidade de Georgetown, onde escreveu as memórias sobre seu cão | Foto: Facebook
Depois de voltar do Afeganistão, Grossi voltou a estudar na Universidade de Georgetown, onde escreveu as memórias sobre seu cão | Foto: Facebook

Contando com a ajuda de seus companheiros – e quebrando os regulamentos – Grossi levou o cão escondido para dentro do acampamento Leatherneck em uma mochila. Ele conseguiu convencer um veterinário simpático à causa e uma equipe de funcionários da DHL a enviar o cão para os EUA.

Grossi conseguiu que Fred fizesse um voo para sua casa, assim o cachorro chegou são e salvo à residência de sua família na Virgínia, Estados Unidos, quase no Dia de Ação de Graças em 2010, antes mesmo dele próprio retornar.

Quando Grossi voltou para casa ferido descreveu sentir-se “muito revoltado e bastante frustrado”, mas foi Fred quem ajudou a tirá-lo do estresse pós-traumático.

Grossi disse que depois que ele salvou Fred, quando voltou para casa nos Estados Unidos, foi a vez do cachorro salvá-lo | Foto: Facebook
Grossi disse que depois que ele salvou Fred, quando voltou para casa nos Estados Unidos, foi a vez do cachorro salvá-lo | Foto: Facebook

Ele começou a levar o cachorro com ele para todo canto e descobriu que muitas pessoas o paravam e perguntariam qual era a raça de Fred por causa de sua aparência notável e diferente.

No começo, Grossi disse que ignorou o assunto porque não queria falar sobre seu tempo no Afeganistão, mas depois se abriu e descobriu que as pessoas estavam muito interessadas nos dois.

Grossi, que agora vive em Washington DC, trabalha com organizações de veteranos de guerra e escreveu um livro de memórias, contando o que viveu e a importância do companheiro Fred em tudo isso, chamado “Craig & Fred”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>