• Home
  • Cão resgatado em estado crítico é adotado após ser rejeitado por duas famílias

Cão resgatado em estado crítico é adotado após ser rejeitado por duas famílias

0 comments

Um cachorro da raça akita que foi encontrado em estado crítico em um córrego em Campo Grande (MS) foi rejeitado por duas famílias após ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros. A história triste do animal, no entanto, ficou no passado. Após receber cuidados no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), ele foi disponibilizado para adoção e encontrou um novo lar.

Foto: Redes sociais/Reprodução

Bravo, certamente por causa de todo sofrimento que viveu, magro, debilitado e com diarreia, assim Lobo chegou ao CCZ. A expectativa, no início, é de que ele seria adotado pela pessoa que acionou o Corpo de Bombeiros para fazer o resgate. Isso, porém, não aconteceu.

“A pessoa que pediu o resgate falou que iria adotá-lo, mas, quando veio buscá-lo não quis porque ele estava doente. Em seguida, teve outra família que desistiu. Nós então cuidamos dele e fizemos a divulgação nas redes sociais. A partir daí foi rápido, ele foi adotado nessa quarta-feira (21). Este foi um caso extremo, ele nem andava quando chegou aqui”, afirmou ao G1 a veterinária do CCZ, Ana Paula Nogueira.

Foto: Redes sociais/Reprodução

“A intenção também é chamar a atenção para a adoção, que é um ato de solidariedade também. As pessoas precisam entender que animais que estão aqui, em abrigos ou em ONG’s [Organização Não Governamental] vieram da rua. O que ocorre é que todo mundo só quer adotar um animal sadio, porém, cedo ou tarde eles podem adoecer e precisar de tratamento, cedo ou tarde”, completou Nogueira.

A história de Lobo foi publicada na página do Facebook da Prefeitura de Campo Grande e teve dezenas de curtidas e compartilhamentos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>