• Home
  • Mais de 2.400 ovelhas morrem de calor em navio até o Oriente Médio

Mais de 2.400 ovelhas morrem de calor em navio até o Oriente Médio

0 comments

Por Rafaela Damasceno

A exportadora Emanuel Exports e seus dois ex-diretores estão sendo acusados de maus-tratos aos animais depois que mais de 2.400 ovelhas morreram de calor em uma viagem até o Oriente Médio, em agosto de 2017.

Ovelhas mortas em um lugar imundo
Foto: Animal Australia

A empresa foi acusada por violar as leis de bem-estar animal e perdeu sua licença de exportar animais vivos no ano passado. A infração cometida foi transportar animais de uma maneira que gerou danos desnecessários. A pena para esse tipo de crime é uma multa de 50.000 dólares (187.500 reais) ou 5 anos de prisão.

A investigação pelas autoridades federais começou no começo de 2018 e foi motivada por um relatório entregue ao departamento de agricultura federal, que mostrava taxas de mortalidade acima do permitido. Dois meses depois, o governo também estabeleceu uma suspensão das exportações de animais vivos para o Oriente Médio no verão.

A partir de agora, as próximas exportadoras deverão apresentar um gerenciamento térmico e um observador independente deverá acompanhar todos os navios de exportação.

Imagens feitas por aqueles que denunciaram mostram as ovelhas a bordo do Awassi Express, o navio que transportava as 2.400 que morreram, ofegando por ar. Elas estavam aflitas e presas em gaiolas.

Depois de ver o vídeo, a veterinária Lynn Simpson declarou que elas estavam morrendo devido o calor. “Esses animais estão cozinhando ainda vivos!”, disse, ao Fairfax Media.

Segundo ela, as imagens mostram que é impossível transportar animais vivos, principalmente nos climas mais quentes, sem crueldade.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>