• Home
  • Cachorro vítima de incêndio dorme ao lado de veterinária após resgate

Cachorro vítima de incêndio dorme ao lado de veterinária após resgate

0 comments

Divulgação

Um cachorro de oito anos de idade foi resgatado gravemente ferido após um incêndio atingir a casa onde ele morava nos Estados Unidos. O que a família dele não esperava era que o fato trágico, que quase tirou a vida do animal, iria fazer com que ele encontrasse uma profissional que decidou tanto amor e cuidados a ele a ponto de dormir ao seu lado dentro de uma baia de um hospital veterinário.

Taka, como é chamado o animal, estava em um alpendre no momento do incêndio. A família dele tentou salvá-lo, mas não conseguiu chegar a tempo para retirá-lo do local. Milagrosamente, ele conseguiu fugir e correu pela rua, sendo resgatado por um vizinho, que o levou para o Care More Animal Hospital, na Geórgia.

Divulgação

“Ele tinha queimaduras ao redor dos olhos, boca, orelhas, barriga”, disse Emily Martin, veterinária do Care More Animal Hospital. “Nós realmente não sabíamos o quão grave seus ferimentos eram, tudo porque inicialmente a nossa maior preocupação eram os ferimentos causados pela inalação da fumaça”, completou. Os olhos de Taka também estavam gravemente feridos, o que fez com que ele ficasse cego. As informações são do The Dodo.

Com problemas respiratórios, o cachorro teve que ser transferido para a clínica da Universidade da Geórgia, onde ele pôde contar com o auxílio de uma máquina de oxigênio. No entanto, após alguns dias de tratamento, ele apresentou melhora e retornou ao Care More Animal Hospital.

Divulgação

A história do cachorro, no entanto, não é feita apenas de tristezas. Isso porque, diante de toda dificuldade vivenciada, Taka passou a receber, também, muito amor. Toda a equipe do hospital se dedicou a ele, mas Emily, em especial, apaixonou-se pelo cão.

“Eu tento tratar meus pacientes da mesma forma, mas o caso dele me deixou um pouco mais sensibilizada”, disse. “Quando ele entrou, ele estava gritando de dor… mas se acalmou no momento em a gente se sentou com ele e a cantamos para ele”, acrescentou.

Devido à fragidilidade de Taka, a veterinária conversou com a família dele, que concordou em entregá-lo aos cuidados dela. Por estar responsável pelo animal, Emily acabou levando-o para sua casa em uma noite, para que ele não ficasse sozinho no hospital.

Divulgação

“Eu ficava acordada com ele a noite toda em minha casa, então no dia seguinte estávamos exaustos”, disse.

Ao chegar na clínica no dia seguinte, exausta, Emily rastejou para dentro da baia de Taka e dormiu ao lado dele. A imagem comoveu os colegas de trabalho da veterinária, que decidiram registrar o fato através de uma fotografia.

Segundo Emily, apesar de todas as dificuldades que tem vivido, Taka é um cão extremamente gentil.

“Ele não tem nem um pedacinho de maldade em seu corpo”, afirmou. “Muitas vezes, quando os animais estão com dor, eles começam a morder só porque estão com dores, mas ele não tentou morder ninguém uma só vez”, concluiu.

Embora não se saiba ainda quais serão as consequências das queimaduras, a equipe veterinária está otimista, especialmente porque o animal já come e faz suas necessidades fisiológicas sem precisar de ajuda.

Divulgação

“Ele está definitivamente com muita dor, e não está definitivamente fora de perigo, mas estamos esperançosos de que tudo vai ficar bem”, contou Emily. “Ele gosta de esfregar a barriga e adora comida, então está que nem um porquinho. Ele também gosta de abraços”, completou.

Devido ao laço criado entre ela e o cachorro, a veterinária tem cogitado a possibilidade de adotá-lo. No entanto, Emily já tutela cinco cães e é mãe de um bebê de sete meses e, por isso, admite que a casa dela não seria o melhor lugar para Taka, já que ele precisará de muitos cuidados individuais. No entanto, se for para o cão ser adotado por outra pessoa, Emily se comprometeu a encontrar o melhor lar para ele.

“Ele passou por algo tão traumático e doloroso, e ainda assim não desiste. Ele é tão resistente”, finalizou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>