• Home
  • Multinacional despeja toneladas de fezes de bois em rio, denunciam moradores

Multinacional despeja toneladas de fezes de bois em rio, denunciam moradores

0 comments

Moradores de Curuperé-Grande, região localizada na fronteira entre as cidades de Abaetetuba e Igarapé-miri, no Pará, denunciam que a multinacional Minerva Foods tem despejado toneladas de fezes e urina de bois no rio Curuperé.

Morador mostra o nível de poluição do rio (Foto: Via/WhatsApp)

De acordo com os moradores, que tem protestado contra esta situação, a poluição causada pelos excrementos exterminou a fauna e a flora do rio e tem forçado a população a usar água contaminada. As informações são do portal Diário Online.

Uma fazenda da empresa está localizada às margens do rio, localidade em que residem cerca de 180 famílias de comunidades quilombolas e ribeirinhas. Na propriedade, são mantidos cerca de 20 a 25 mil bois.

Os moradores denunciam que a fazenda não tem estrutura para tratar de 200 a 270 toneladas de excrementos expelidos diariamente pelos animais e os despeja no principal rio da região. De acordo com eles, os dejetos lançados no rio vão parar em pelo menos três igarapés – igapó-açu, bacuri, cataiandeua – que eram usados pela comunidade.

“O forte odor de fezes e urina é insuportável, se sente há quilômetros de distância. Não existe mais nenhum tipo de vida no local. Onde antes havia peixes, onde as pessoas retiravam água para beber e tomar banho, hoje não passa de um líquido pastoso e esbranquiçado”, disse uma testemunha, que preferiu não ser identificada.

Indignados com a situação, moradores fizeram um protesto, bloqueando a entrada da empresa na rodovia PA-151, que liga Igarapé-Miri a Barcarena, impedindo o transporte de bois. As pessoas exigem a saída da empresa da cidade. Uma das lideranças da manifestação disse que será ajuizada uma ação na Justiça, pedindo reparos para despoluição do rio e dos igarapés, indenizações e encerramento das atividades da empresa.

“O povo está há sete anos sofrendo o desastre. A minerva está acabando com tudo o que é deles. São três comunidades afetadas, cerca de 400 famílias. A fazenda deles pega todo rio Curuperé. O povo está humilhado, massacrado. A água deles acabou. Ali está só fezes de boi. Empresa não os recebe”, relata Socorro Burajuba, presidenta da associação Caíque Ama, que acompanhou o protesto.

A reportagem do Diário Online tentou contato com representantes da multinacional, mas não obteve sucesso.

A Minerva Foods é a segunda maior fabricante de carne de boi no Brasil e trabalha também com a exportação de animais vivos. Atualmente, a empresa mantém comércio com mais de 100 países.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>