• Home
  • Número de animais mortos no litoral de São Paulo cresce 21,4%

Número de animais mortos no litoral de São Paulo cresce 21,4%

0 comments

O número de aves, mamíferos e tartarugas encontrados mortos pelo Instituto Gremar em praias da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, cresceu 21,4% em relação ao ano passado. O descarte incorreto de resíduos sólidos e materiais de pesca é o principal responsável por, cada vez mais, colocar em risco a vida dos animais marinhos.

Como o impacto ao meio ambiente permanece, o número atual de animais mortos já era esperado, segundo a bióloga do Instituto, Rosane Farah.

Foto: Divulgação/Gremar

“Vemos que parte dos animais que recebemos tiveram algum tipo de interação com lixo. Já encontramos sacolas, plásticos, papéis de bala e pedaços de canudos dentro deles”, disse ao G1.

Cerca de 90% das mortes de animais são causadas por resíduos plásticos. Em 2018, 873 animais mortos foram recolhidos pelo Gremar, sendo 289 aves, 80 mamíferos e 504 tartarugas. No ano de 2017, foram 1.066 animais, entre os encontrados mortos e os resgatados e encaminhados para reabilitação.

Ações de educação ambiental têm sido intensificadas pelo Instituto devido a esse cenário alarmante. “Vale um alerta para os moradores e turistas da região, para reduzir o lixo, principalmente na temporada. São necessárias mais iniciativas, para sensibilizar as pessoas, que esquecem que o mar é ambiente dos animais”, concluiu.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>