• Home
  • Cadela é agredida até a morte na frente da família no RJ

Cadela é agredida até a morte na frente da família no RJ

0 comments

Uma cadela morreu após ser brutalmente agredida em São Francisco de Itabapoana, no Rio de Janeiro. A ex-esposa do agressor, Larissa Porto, fez imagens da cadela morta (veja vídeo abaixo) e do ex-marido e divulgou nas redes sociais.

(Foto: Reprodução / Extra)

“Olha só o que que o meu marido, que agora é ex, acabou de fazer com a cachorra. Matou a cachorra, ensanguentou tudo, olha. Matou a cachorra, ‘essezinho’ aqui. Esse sujeito aqui. [Aponta para o homem]. Olha o sangue na cabeça dele aqui. Isso é pra todo mundo ver. Olha o estado da minha avó que tem pressão alta. E a cachorra morta”, disse Larissa.

O homem agrediu a cadela, batendo diversas vezes a cabeça dela contra a parede, jogando-a para cima e pisando no corpo dela, após ela morder o pé dele por se assustar com a presença do homem. Após o episódio de extrema violência, a mulher decidiu se separar do agressor.

Nas imagens gravadas, é possível ver a avó da mulher, tutora de Lili, segurando a cadela morta no colo. Desesperada, a idosa chora.

“Eu não imaginava que ele seria capaz disso. Eu imaginava que ele iria colocar a cachorra na rua, mas não matar na frente do meu filho de dois anos, na minha frente, na frente da minha mãe e dos meus avós. Eu estou acabada” desabafou.

O caso, denunciado em uma delegacia de Campos de Goytacazes, será investigado pela delegacia de São Francisco de Itabapoana. Lili era a companheira da idosa, que sofre de pressão alta, e do marido dela, que tem Alzheimer.

Crime

Matar animais é crime previsto no artigo 32 da Lei dos Crimes Ambientais, de 1998 e tem como punição detenção de três meses a um ano, além de multa. Em caso de morte do animal, a pena aumenta até um terço.

Confira o vídeo feito após a cadela ser morta:

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>