• Home
  • França ganha seu primeiro grupo de lobby político de direitos animais

França ganha seu primeiro grupo de lobby político de direitos animais

0 comments

A França não é um país sinônimo de bem-estar animal.  Apesar de sua natureza cruel, a caça com cães permanece legalizada, assim como a produção de foie gras, que envolve a alimentação forçada de gansos e é proibida em vários países, incluindo o Reino Unido.

Nas regiões sul do país, as touradas ainda acontecem para entretenimento público, mas o Convergence Animaux Politique(CAP), co-fundada pelo ativista e acadêmico Melvin Josse em 2017, pretende mudar isso.

Segundo o grupo, a opinião pública em todo o país está evoluindo e os cidadãos estão mais compassivos do que nunca. O sistema político, no entanto, não está acompanhando esta evolução.

Foto: Pixabay
Josse disse ao França 24:  “A França está ficando para trás como um país da Europa em termos de legislação de bem-estar animal. Se você observar as práticas com animais de fazenda, basicamente, a lei francesa nunca vai além do padrão mínimo estabelecido pela UE. “

Ele acrescentou:  “Nos últimos anos, muitos escândalos envolvendo matadouros e fazendas aconteceram na França. Percebemos que, com esses escândalos, a opinião pública está evoluindo na direção certa e entendendo que os direitos animais são um problema real.”

Ele observou que, embora a opinião pública estivesse começando a mudar, ainda havia uma significativa falta de progresso político. Existem ONGs francesas focadas em animais mas, no passado, o foco não era a construção de uma rede necessária de aliados políticos para mobilizar os demais sobre questões de direitos animais e fazer mudanças legislativas.

Representando 800  ONGs do país, o CAP trabalha com os parlamentares para engajá-los nas questões de direitos dos animais com as quais eles se importam. Se eles não estiverem interessados ​​em uma nova legislação sobre caça, por exemplo, Josse e CAP tentarão encontrar uma causa próxima de seu coração – como a exploração de animais de fazenda ou o uso de animais para entretenimento de circo – para tentar levar a frente a legislação de bem-estar animal.

No site do grupo eles explicam: O objetivo do CAP é  construir uma rede de aliados políticos em torno da questão do bem-estar animal. Trata-se de atender ao máximo de interlocutores, manter essas relações a longo prazo e colocá-los em contato entre si e com as associações, para mobilizar essa rede quando for necessário obter avanços para animais.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>