• Home
  • Cantor e ativista Moby comemora 31 anos de veganismo

Cantor e ativista Moby comemora 31 anos de veganismo

0 comments

O ícone vegano Moby comemorou recentemente seus 31 anos de veganismo.

“É meu aniversário vegano de 31 anos”, escreveu ele. “Ou, mais desajeitadamente: veganniversary”.

A estrela, que é apaixonada pelos direitos animais, falou sobre por que ele originalmente optou por uma vida vegana, e como seu compromisso se aprofundou.

Ele já descreveu os direitos animais como seu “trabalho de vida”.

Moby comemorou seus 31 anos de veganismo (Foto: Reprodução)

“Eu originalmente me tornei vegano pela simples razão de que eu amo animais e não poderia estar envolvido em qualquer coisa que causasse sofrimento animal. Mas com o tempo meu compromisso com o veganismo foi fortalecido por muitas outras questões”.

Ele aponta a dieta como benéfica para “a mudança climática, a saúde humana, a resistência a antibióticos, o desmatamento da floresta tropical, a segurança dos trabalhadores, alocação de recursos, desertificação, proliferação de algas, extinções em massa, fome e acidificação dos oceanos”.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

It’s my 31 year vegan anniversary! Or, more awkwardly: veganniversary. I originally went vegan for the simple reason that I love animals and couldn’t be involved in anything that caused animal suffering. But over time my commitment to veganism has been strengthened by issues as ostensibly disparate as climate change, human health, antibiotic resistance, rainforest deforestation, worker safety, resource allocation, desertification, algae blooms, mass extinctions, famine, and ocean acidification. ALL of those issues are directly related to our society’s perverse choice to destroy the only home we have in order to have hamburgers. The growth of the vegan/animal rights movement is so inspiring, thank you to all of the activists who remind me on a daily basis why this is my life’s work.

Uma publicação compartilhada por moby xⓋx (@moby) em

“Todas essas questões estão diretamente relacionadas à escolha perversa da nossa sociedade de destruir a única casa que temos para ter hambúrgueres”, ele aponta.

Por fim, ele escreve que o crescimento do movimento vegano e dos direitos animais é inspirador.

“Obrigada a todos os ativistas que me lembram diariamente porque este é o trabalho da minha vida”.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>