• Home
  • Peru resgatado de comemorações de Ação de Graças morre após 2 anos de liberdade

Peru resgatado de comemorações de Ação de Graças morre após 2 anos de liberdade

0 comments

Na semana passada, um ataque de predadores provocou a morte de um dos perus mais famosos das redes sociais. Albert, assim como a companheira Princess, seus dois filhotes e o resto do grupo resgatado por Brant Pinvidic, foram encontrados mortos em seu viveiro. O tutor publicou a notícia nas redes sociais. Ele acredita que doninhas invadiram o local no meio da noite.

Depois do resgate de Albert, há dois anos, Pinvidic fundou a Albert and Friends, uma organização de resgate e adoção de animais. Ele promove um lar temporário para os animais até que encontrem uma família definitiva. (Foto: alberttheturkey/Instagram)

O ataque ao grupo de animais fez com que ele duvidasse da vocação. “Quando aconteceu, nós pensamos imediatamente que não podíamos mais fazer isso. Não podíamos mais sofrer esse tipo de perda. Mas precisamos continuar. Nós precisamos reconstruir nosso viveiro e resgatar mais perus. É o que fazemos”, disse Pinvidic ao The Dodo.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

I’m not sure how to say this or what to do but I have terrible news. This week we had a predator attack on our coop and Albert and our entire flock were killed. I’m so sorry to be telling everyone this, I’m still in shock. I can’t get into the gory details but they are saying most likely weasels as the bodies were all basically intact and everything was killed. It was simply horrific. I am thankful that it was me that found them and not my wife or kids. I really don’t know what to say, it’s a difficult thing to experience and the guilt and sadness are almost overwhelming. I know I don’t have to explain how special Albert was to me, he was part of our family. But I also raised Scout and Elizabeth from hatching and they spent their first 3 months in my arms everyday. I swam with Charlie our duck all summer. Last month my big horse Amigo got a liver disease and had to be put down. I couldn’t bring myself to tell anyone because it was too much, but this is different. I know from the last 2 years how many people Albert touched and inspired and it breaks my heart to have to share this news with you. My family is dealing with this reality, it’s been tough for my youngest. He wanted to say goodbye but he was at school when we cleaned everything up. Thank you @bethostern for being there last night to talk me through. She reminded me “this is what we do” and this is part of the process. It just been hard as someone who embraces the joy in life to face this side. With Max, Amigo and now this, it’s been a struggle. It’s one week till Thanksgiving and I’ve already rescued all 41 turkeys this year at the poultry farm for another year. I will bring one or two or more home and start again. I will continue to rescue and will not be deterred by this tragedy. Although it’s hard not to be today. It will take a while and a team of contractors till I’m going to be comfortable with securing our coop, but I’ll get there. Thank you everyone, I’m so sorry to have to share. Your love and support is always appreciated and if you want to donate to help me rescue the turkeys this year, please visit www.albertandfriends.org #alberttheturkey

Uma publicação compartilhada por Albert The Turkey (@alberttheturkey) em

A história de Albert

Em 2016, Brant Pinvidic, um simples produtor de televisão, ouviu falar de uma fazenda em que as pessoas poderiam escolher os perus vivos para sua ceia de Dia de Ação de Graças. Eles então seriam mortos e depois levados pelos consumidores. Pinvidic, no entanto, já sabia que os animais que escolheria teriam um destino diferente.

Pinvidic adotou Albert e Princess, que passaram a morar em viveiro em seu quintal. No dia de Ação de Graças daquele ano, o homem deixou que o casal explorasse a vizinhança. Enquanto Princess andava pelo local, Albert ficou tão feliz que, quanto Pinvidic se ajoelhou, a ave correu para os seus braços.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Albert and London are both a little jealous. I love them all. #jealousbird #allaboutalbert #albertandfriends #turkeystyle #turkeyhug #dontmesswiththeturkey

Uma publicação compartilhada por Albert The Turkey (@alberttheturkey) em


Esse foi só o começo da amizade entre os dois. Desde então, Albert participou até das cerimônias de Natal da família. “Depois de uns 25 minutos, as pessoas nem reagiam mais ao fato de que ele era um peru. Ele só estava andando, na dele. As pessoas conversavam e ele entrava no meio”, disse Brant Pinvidic.

Redes sociais

Ele ganhou também um perfil na rede social, onde mais de 38 mil pessoas acompanhavam sua rotina. Albert ajudou, inclusive, a mudar a forma com que algumas pessoas enxergam esses animais. Logo ele ficou conhecido como “o peru mais amável do mundo”, por conta de sua sociabilidade e a atenção que estava ganhando.

“Diferente dos cachorros, os perus não tem muitos modos ou muita coisa para dizer. No entanto, Albert me deu tudo que tinha. Se eu olhava para ele, ele colocava as penas para cima. Se eu estava dentro de casa e ele fora, ficava batendo na porta até eu deixa-lo entrar. Se queria uma abraço, pulava no meu colo e pedia. Ele era parte da família assim como os outros animais”, lamentou Pinvidic.

 

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>