• Home
  • Vídeo mostra a triste realidade dos “perus felizes” na semana do Dia de Ação de Graças

Vídeo mostra a triste realidade dos “perus felizes” na semana do Dia de Ação de Graças

0 comments

A Good Shepherd Poultry Ranch, proprietária do imóvel rural onde as imagens foram feitas, já foi elogiada pela revista Vogue e pela apresentadora Martha Stewart

Na semana do Dia de Ação de Graças, celebrado hoje (22) nos Estados Unidos, a organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA) está divulgando um vídeo de uma investigação realizada este mês em um rancho que supostamente oferece “perus felizes” para a Heritage Foods USA, com sede em Nova York.

O conceito de “perus felizes” é o de que nenhum animal passa por privação ou sofrimento ao longo de sua vida antes de ser morto. Inclusive a Good Shepherd Poultry Ranch, proprietária do imóvel rural onde as imagens foram feitas, já foi elogiada pela revista Vogue e pela apresentadora Martha Stewart.

No entanto, o que os investigadores da PETA encontraram no rancho é bem diferente do que diz a propaganda da Good Shepherd e seus apoiadores. Nas imagens registradas com uma câmera escondida, há cerca de 1,4 mil perus se espremendo em gaiolas sujas e apertadas em um caminhão. Inclusive, segundo a PETA, um dos perus, que aparece sem o globo ocular esquerdo, acabou recebendo o apelido de “Pirata”.

No vídeo, uma ave ofegante é deixada para morrer sobre o chão, e seu sofrimento é ignorado. Segundo a vice-presidente executiva da PETA, Tracy Reiman, a alegação de que esses animais têm uma boa vida, além de não ser fiel à realidade, não muda o fato de que eles também enfrentam longas viagens até terem o seu fim decretado por golpes de faca em um matadouro, assim como outros perus que não recebem o “selo de animais felizes” e são vendidos a preços muito mais baixos.

“A PETA exorta os consumidores a reconhecerem que a única refeição humana é a vegana. Depois de uma jornada de 12 horas até Ohio, sem comida ou água, os perus são agrilhoados de cabeça para baixo e suas gargantas são cortadas”, destaca o comunicado da organização.

Fonte: Vegazeta 

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>