• Home
  • Caçadora publica fotos sorrindo ao lado de animais mortos no Instagram

Caçadora publica fotos sorrindo ao lado de animais mortos no Instagram

0 comments

Uma caçadora americana publicou fotos posando e sorrindo ao lado animais após assassiná-los, durante uma viagem à Escócia.

Larysa Switlyk, caçadora e também apresentadora de TV, recebeu críticas de políticos e celebridades por glorificar a caça depois de postar fotos no Instagram.

Em uma foto, a caçadora loira, vestida com roupas de camuflagem, ajoelhou-se ao lado do cadáver de uma cabra na Ilha de Islay. Em outras publicações, ela posou “no modo sniper”, deitada na grama alta e apontando uma arma.

Switlyk foi criticada por sorrir e se fotografar ao lado de animais cobertos de sangue (Foto: Daily Mail Online)
Caçadora é retratada posando em ‘sniper mode’ (Foto: Daily Mail Online)

Uma das fotos mostrou-a também segurando a cabeça de uma ovelha morta ao lado de uma rocha manchada de sangue. Ainda, na caça, ela matou cervos, escrevendo em uma publicação: “Com medo do meu cervo escocês, não posso esperar para trazê-lo de volta ao castelo para cozinharem!”.

Larysa Switlyk causou indignação depois de postar fotos no Instagram (Foto: Daily Mail Online)
Switlyk é retratada com guias de caça e um veado vermelho que ela matou (Foto: Daily Mail Online)

Switlyk postou fotos de um homem chamado Jason, também posando com animais mortos, e escreveu: “Parabéns a Jason por sua medalha de ouro aqui na Escócia, em Islay. Uma caçada única”.

Em outro, ela disse: “Orgulhoso de Jason e seu segundo monstruoso Red Stag aqui na Escócia. Fale sobre o status da medalha de ouro. Foi divertido estar por trás da câmera e capturar tudo no filme. Caça incrível aqui nas Terras Altas”.

Ela foi acompanhada na viagem por um amigo chamado Jason, na foto, a quem ela parabenizou por sua caça (Foto: Daily Mail Online)
Ela afirmou que quer “esclarecer” as pessoas sobre a importância da caça (Foto: Daily Mail Online)

Críticas mundo afora

As fotos provocaram indignação na Escócia, com uma advertência do MSP de que ele estaria investigando se as caçadas eram organizadas por um grupo oficial.

Na Escócia, é legal caçar veados vermelhos entre 1º de julho e 20 de outubro, desde que os caçadores usem armas de fogo, tenham licença para suas armas e tenham a permissão do tutor.

As cabras e ovelhas selvagens não têm proteções legais sob a lei escocesa e são frequentemente incluídas por empresas que oferecem grupos de caça.

Um porta-voz do governo escocês disse: “Entendemos as preocupações causadas por essas imagens e, à luz delas, a Secretaria de Meio Ambiente analisará a situação e considerará se é necessário esclarecer ou modificar a lei”.

O MSP Michael Russell disse: “Se isso está realmente acontecendo em Islay e sendo colocado por algum tipo de empresa de turismo, eu gostaria de vê-lo parar imediatamente”.

Switlyk é fotografada com seus companheiros após morte de animal (Foto: Daily Mail Online)

A mãe do tenista Andy Murray, Judy Murray, twittou: “Uma caçada única? Vergonhoso. É uma cabra. E é na Escócia, em uma linda ilha. Pare com isso, por favor @scotgov”.

E Nicky Campbell escreveu no Twitter: “Por favor, não tome isso do jeito errado, mas você é uma maluca”.

Seu programa de televisão, Larysa Unleashed, tem o objetivo de “esclarecer e educar a população em geral sobre por que as pessoas caçam e pescam, a importância da conservação, experiências culturais e as regras e regulamentos por trás dela”.

A caçadora se descreve como tendo “encontrado o verdadeiro amor e zelo pela caça”.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>