• Home
  • Parlamentar egípcia propõe exportar carne de cachorro para a Coreia

Parlamentar egípcia propõe exportar carne de cachorro para a Coreia

Filhote de cachorro dentro de barril

0 comments

Integrante do Comitê de Direitos Humanos do parlamento egípcio, Margret Azer acredita que transformar os cães em situação de rua no Egito em carne para exportação é válido.

A proposta absurda aventada pela deputada foi elaborada após discussão com a Coreia do Sul. Embora medidas recentes tomadas pelo país asiático sejam promissoras para a causa animal, o consumo de carne de cachorro ainda não foi proibido pela justiça sul coreana.

Filhote de cachorro dentro de barril
Parlamentar quer explorar carne de cachorro | Foto: Pixabay

O desejo de Azer é criar fazendas onde os animais pegos na rua sejam alimentados e mortos para exportação. Disse em entrevista a um portal local que seria uma solução melhor do que “atirar em cachorros para matar ou castrá-los”, além de ser uma nova fonte de renda para o Egito.

Entretanto, a proposta ainda não foi formalmente colocada ao parlamento egípcio. Ativistas locais já pressionam para que seja descartada. Mona Khalil, chefe da Sociedade Egípcia pela Misericórdia para os Animais (ESMA), chamou a proposta de “vergonhosa” e viola os direitos animais.

O jornal local Al Watan revelou que o Egito tem pelo menos 22 milhões de cães em situação de rua. Esse animais estão sujeitos à violência dos seres humanos e são frequentemente assassinados. Mona Khalil e ativistas locais se esforçam para que o governo e a população busquem soluções que envolvam acolhimento e castração dos cães, não a crueldade.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>