• Home
  • Juiz decide bloquear a caça de ursos pardos no Parque Yellowstone

Juiz decide bloquear a caça de ursos pardos no Parque Yellowstone

0 comments

Foto: Pixabay

Um juiz determinou que a decisão do governo Trump de retirar as proteções da Lei de Espécies em Perigo era ilegal. A discussão veio na situação de legalizar ou não as caças de ursos pardos, no Parque Nacional de Yellowstone.

A caça desses ursos estava programada para começar neste outono em Wyoming e Idaho, nos Estados Unidos. Essa seria a primeira vez em mais de 40 anos e permitiriam que até 23 ursos fossem mortos.

A Earthjustice, representando a Tribo Cheyenne do Norte, Sierra Club, Centro de Diversidade Biológica e a Associação Nacional de Conservação de Parques defendeu a restauração das proteções aos ursos pardos de Yellowstone.

“O urso pardo é uma grande parte da razão pela qual a região de Yellowstone permanece entre os últimos grandes lugares selvagens da nossa nação”, disse o advogado da Earthjustice, Tim Preso.

“Esta é uma vitória para os ursos e para pessoas de todas as esferas da vida que vêm para esta região para ver o urso em seu lugar natural no mundo”.

Em agosto de 2017, o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA retirou a população de ursos pardos da região de Yellowstone da lista federal de espécies ameaçadas e ameaçadas de extinção. Entretanto, as espécies na verdade encontram-se em uma difícil situação:

“Enfrentando ameaças contínuas e ocupando uma fração de seu alcance histórico, os ursos pardos não estão nem perto da recuperação. Esses belos e sitiados animais certamente não deveriam ser fotografados por emoções baratas ou um tapete de pele de urso”, disse Andrea Santarsiere, advogada do Centro de Diversidade Biológica.

“Temos a responsabilidade de falar pelos ursos, que não podem falar por si mesmos”, disse Lawrence Killsback, presidente da Northern Cheyenne Nation. “Continuaremos defendendo em favor dos ursos pardos do Yellowstone, até que a população seja recuperada.”.

A tribo e os grupos também culparam o Serviço por desmembrar e isolar a população parda do Yellowstone em vez de se concentrar em uma recuperação mais ampla e duradoura no Ocidente.

“O Departamento do Interior pode agora voltar à prancheta para considerar a pesquisa, como os impactos de longo prazo da mudança climática sobre a população, que devem ser considerados para garantir um futuro saudável a longo prazo para os ursos pardos do Greater Yellowstone Ecosystem”, disse Bart Melton, diretor regional do Northern Rockies da Associação de Conservação de Parques Nacionais.

O tribunal já havia emitido uma ordem de restrição temporária prolongada para impedir que as caças prosseguissem enquanto o juiz finalizava sua decisão.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>