• Home
  • Cidade em Utah (EUA) proíbe venda de animais vindos de fábricas de filhotes

Cidade em Utah (EUA) proíbe venda de animais vindos de fábricas de filhotes

0 comments

A cidade de Murray City, em Utah, Estados Unidos, decidiu proibir a venda de animais oriundos de fábricas de filhotes. A lei foi votada por unanimidade e exige que todas as lojas de animais só vendam cães, gatos ou coelhos que tenham sido obtidos de um abrigo de animais ou de uma organização de resgate sem fins lucrativos.

Murray City se junta a Midvale, Sandy e Salt Lake County ao colocar tais restrições nas vendas de filhotes. O vereador Dale Cox disse: “Depois de ouvir a apresentação da Humane Society e conversar com outros membros do Murray City Council e cidadãos da cidade, decidi que apresentar a ordem era a coisa certa a fazer”.

Murray City, em Utah, proíbe a venda de animais de fábricas (Foto: Pixabay)

Em fábricas de filhotes, cães geralmente são mantidos em condições terríveis, com as mães reproduzindo repetidamente entre as ninhadas sem preocupação com sua saúde. Os filhotes gerados têm grande risco de apresentarem certas condições, como sarna, problemas dentários e deformidades genéticas.

Muitas vezes isso é causado por endogamia e pelos emaranhados, apresentando pulgas e piolhos. Os criadores de animais ​​também não atendem às necessidades de saúde dos filhotes, muitas vezes tirando-os de suas mães muito jovens sem ser submetido à avaliação veterinária.

Em contraste com a criação de animais, existem mais de 70 milhões de animais na América. 6,5 milhões deles são “sortudos” o suficiente para acabar em abrigos. Entretanto, com a superlotação, a doença e a ansiedade que a vida dos abrigos pode proporcionar, muitos deles acabam correndo o risco de serem condenados à morte.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>