• Home
  • Homem viaja pelo México em triciclo resgatando cães abandonados

Homem viaja pelo México em triciclo resgatando cães abandonados

0 comments

A jornada de Edgardo Zuñiga começou em 17 de julho de 2013 quando, a bordo de um triciclo de carga, ele resolveu atravessar o México para resgatar cães em situação de rua. Até então, pode-se dizer que ele foi bem sucedido: em cinco anos de estrada, conseguiu viajar por metade do país e dar outro sentido à vida de cães que, sozinhos, vagam pelas ruas.

Reprodução | Agencia EFE

Vestindo roupas que as pessoas doam para ele, ele anda dia e noite em seu triciclo carregando comida, água, roupas extras, bem como um remédio para os cães. Tem sempre a mesma missão em mente: proporcionar uma vida melhor para esses animais, muitos dos quais foram abandonados ou abusados ​​por humanos.

Focado nesta aventura, ele foi parar no sul do estado de Chiapas, na fronteira com a Guatemala. Mas não fez todo o trajeto só: estava acompanhado por 14 cães que ele resgatou. Agora, estes são os seus companheiros de viagem. “Cães de muitas partes diferentes do México me acompanham, que moravam na rua e ninguém queria adotar”, ele conta em entrevista ao portal EFE.

Agora, os cães que foram resgatados, fazem parte de sua “equipe de resgate de cães”, e mostram a outros cães “como confiar nas pessoas”. O ativista conta que resgatou mais de 400 cães em situação de rua desde que começou a sua jornada.

Reprodução | Agencia EFE

Segundo Edgardo, sua viagem busca “abrir a mente das pessoas”. Para ele, agora com 48 anos, a sua jornada é um sacrifício simbólico. O que ele quer é mais do que ajudar a vida dos animais; ele espera passar uma mensagem à sociedade.

“Eu não peço nada em troca. Eu só quero que as pessoas vejam o que esses animais fiéis podem fazer pelos seres humanos”, ele explica. Durante sua jornada, Edgardo não apenas resgata e ajuda os animais que estão nas ruas e cuida deles, mas também coloca muitos outros para adoção.

A crueldade animal é uma ofensa criminal em aproximadamente metade dos 32 estados do México, incluindo o estado do México, Guanajuato, Jalisco e Michoacán. Para Edgardo, no entanto, evitar o abuso de animais é algo que uma legislação sozinha não consegue resolver. Depende, em grande parte, da instauração de uma cultura que propague a preocupação e o respeito pelo bem-estar animal.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>