• Home
  • Kopenhagen lança produto e propaganda que podem induzir ao envenenamento de animais

Kopenhagen lança produto e propaganda que podem induzir ao envenenamento de animais

0 comments

A Kopenhagen lançou um novo produto e promoveu também uma campanha publicitária que podem induzir o público ao envenenamento de animais.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Ativistas e simpatizantes da causa animal criticaram a empresa por associar a imagem de gatos à palavra chumbinho – nome de um veneno, de venda ilegal, frequentemente utilizado para matar animais.

O novo produto da Kopenhagen é o Mini Chumbinho Lingato, que faz parte da linha infantil de chocolates e associa o chumbinho a um gato, por ter o desenho do animal na embalagem. O chocolate é um mix entre dois produtos tradicionais da marca, o Chumbinho e o Língua de Gato. Esses dois últimos também estão sendo foco de polêmica por terem sido divulgados em uma campanha publicitária que, novamente, associa o chumbinho a um gato.

Na campanha, a Kopenhagen coloca a imagem dos produtos Chumbinho e Língua de Gato um ao lado do outro, junto das mensagens “eu acho que vi um gatinho” e “eu acho que lambi um chumbinho”, sendo que a primeira frase foi colocada em cima do produto Chumbinho, com um símbolo que indica que a frase foi dita pelo produto, e a segunda em cima do Língua de Gato, com o mesmo indicativo.

A propaganda não foi bem aceita pelo público, que afirmou que a empresa deu a entender que o gato colocado na embalagem do Língua de Gato havia dito que teria lambido um chumbinho, o que faz uma clara associação ao envenenamento de animais.

Mini Chumbinho Lingato (Foto: Divulgação)

“Nome infeliz para um chocolate“, reclamou uma internauta na página da empresa no Facebook sobre o produto Mini Chumbinho Lingato. “A Chocolates Pan foi proibida de continuar fabricando os famosos cigarrinhos, mas a Kopenhagen pode relançar o Chumbinho associando o produto à morte de gatos? Ainda por cima na linha infantil?“, contestou outra.

Críticas também foram feitas em relação à campanha publicitária da empresa. “Propaganda criminosa, fazendo apologia aos maus-tratos a animais”, escreveu uma usuária do Facebook. “Eu só queria entender o que se passa na cabeça de alguém que faz uma propaganda que faz incitação a violência, apologia a envenenamento de animais, olha se for uma brincadeira foi de incrível mau gosto. Acho que a coisa já tá feia o suficiente para brincar com algo tão pesado assim”, disse outra internauta.

Em nota, a Kopenhagen respondeu as críticas dizendo que o nome do produto Chumbinho foi inspirado no formato dele – bolinhas redondas e pesadas – que, segundo a marca, é típico de um brinquedo infantil antigo. “Ressaltamos que o produto não tem associação alguma com o veneno em questão e é devidamente registrado e liberado pelos órgãos responsáveis”, afirmou.

O posicionamento da empresa, entretanto, não a exime do desserviço prestado por meio do lançamento de um produto e de uma propaganda extremamente irresponsáveis, que demonstram a falta de sensibilidade da empresa diante dos direitos animais. No caso da campanha publicitária, é necessário que o caso seja denunciado ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR), que, segundo o próprio CONAR, é “uma instituição que fiscaliza a ética da propaganda comercial veiculada no Brasil, norteando-se pelas disposições contidas no Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária”.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>