• Home
  • Mãe e filhote de baleia-franca são avistados em praia de Garopaba (SC)

Mãe e filhote de baleia-franca são avistados em praia de Garopaba (SC)

0 comments

Mãe e filhote de baleia-franca foram avistados na Praia da Gamboa, em Garopaba (SC). Os animais estavam a 100 metros da areia da praia da Gamboa. O registro fotográfico foi feito pelo Instituto Australis (IA), do Projeto Baleia Franca.

(Foto: Enrique Litmann/ IA – Projeto Baleia Fanca)

As duas baleias foram vistas na semana passada em imagens aéreas feitas pela equipe do Instituto Australis. A baleia maior que aparece nas imagens já era conhecida dos pesquisadores do projeto e se chama Zimbra, nome também atribuído ao município de Imbituba, considerada a capital nacional da baleia franca.

O filhote, que nasceu nesta temporada, recebeu o nome de Imbituba, porque tem uma mancha branca no corpo que lembra a letra “I”. Os pesquisadores se baseiam nas calosidades na cabeça dos animais para reconhecê-los.

As baleias-franca costumam aparecer no litoral brasileiro de julho a novembro. Os pesquisadores do projeto Baleia Franca acreditam que elas venham das Ilhas Geórgia do Sul, no meio do Oceano Atlântico, há 3 mil quilômetros de Santa Catarina, onde passam o verão se alimentando. No inverno, elas vêm para o estado para acasalar ou dar à luz.

Normalmente, uma baleia vem ao litoral catarinense a cada três anos, porque ela passa um ano grávida, outro ano com os filhotes e depois que eles desmamam, elas têm mais um ano para se recuperarem e engravidarem novamente.

Este ano, as baleias começaram a chegar mais cedo. Neste mês junho, os primeiros indivíduos foram vistos nas praias do Sul catarinense.

A primeira avistagem desta temporada de uma baleia-franca adulta com registro em vídeo ocorreu na Praia do Rosa, em Imbituba, no dia 15 por volta das 15h40.

O IA também recebeu uma informação sobre a presença de baleia na praia da Gamboa, em Garopaba e em Laguna, próximo à Ilha das Araras, porém não foi possível confirmar a espécie.

A temporada reprodutiva inicia com a chegada das primeiras baleias, mas a maioria dos animais começa a permanecer nas enseadas. As aparições aumentaram durante o mês de julho, desde o extremo-Sul de Santa Catarina até o Sul de Florianópolis.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>