• Home
  • Morte induzida de animais se tornará proibida em Goiânia (GO)

Morte induzida de animais se tornará proibida em Goiânia (GO)

0 comments

Foi aprovado na Câmara Municipal o projeto que proíbe a morte induzida de cães e gatos por órgãos públicos e privados do município de Goiânia. Para que seja colocado em prática, o projeto aprovado na última quinta-feira (21) deve passar por sanção do prefeito Iris Rezende (MDB).

Reprodução

O projeto busca tratar animais que vivem nas ruas através de uma unidade de cadastro móvel mantidas com verbas do Ministério da Saúde. Conforme informado pelo autor da ação, vereador Clécio Alves (MDB), os animais precisam de cuidados necessários para a saúde, com medicamentos e tratamentos no Centro de Zoonoses. “Castrar apenas não basta. É preciso também educar. Educar a comunidade para a guarda responsável e para evitar que cães e gatos se reproduzam indiscriminadamente, porque isso gera o abandono e os maus-tratos”, contou o vereador.

Segundo o vereador, o projeto busca dar mais segurança tanto para as pessoas quanto animais. “Buscamos ter unidade estruturada da prefeitura de Goiânia e o subsídio do Ministério da Saúde, dando condições para que essa unidade móvel possa percorrer as ruas de Goiânia, fazendo a castração de animais para evitar a multiplicação. Queremos que esses animais sejam cuidados com respeito, que nós, cidadãos devemos ter”, afirmou.

O parlamentar lembrou que os principais problemas acerca de cães e gatos domésticos são o abandono e os maus-tratos. “Estes problemas se agravam pelo crescente aumento populacional, tanto dos animais de rua quanto daqueles que possuem um lar, mas cujos tutores não praticam a guarda responsável e acabam submetendo seus animais a cruzamentos totalmente desnecessários, gerando mais e mais filhotes. Mas esse fato não justifica a morte induzida de animais”, concluiu o vereador.

Ataques

Goiânia já registrou mais de 600 casos de ataques de animais domésticos somente este ano. Dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) constatam um alto número de ataques de cães e gatos.

Na última terça-feira (19) uma criança foi ferida por um animal enquanto estava na casa da avó na Vila Maria Luiza, região periférica de Goiânia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, responsável pelo atendimento, a menina teve lesões no pescoço e no rosto e foi encaminhada, no helicóptero da corporação, para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

O caso está sobre investigação da Polícia Civil, por meio do 19º Distrito Policial e, conforme informado pelo delegado responsável inicial pelo caso, Elton Diogo Fonseca, as investigações foram transferidas para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). “Nós vamos investigar com muito respeito e sem invadir a família e se ficar provado os proprietários do cão podem ser responsabilizados. Mas isso ainda não foi provado, nós respeitamos o momento da família e ainda não interrogamos formalmente nenhuma pessoa. O que houve foi uma fatalidade”, completou o delegado.

Fonte: O Hoje.com

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>