• Home
  • Vídeo: homem chuta filhote de gato em campo de futebol nos EUA

Vídeo: homem chuta filhote de gato em campo de futebol nos EUA

0 comments

Um vídeo em circulação na internet mostra cenas fortes de um homem correndo em um campo de futebol e chutando violentamente um gato preto. O animal percorre cerca de 20 metros no ar, e a gravação é interrompida quando o animal atinge o chão.

As imagens foram gravadas no dia 22 de maio deste ano, no campo de uma escola na cidade de Kansas, no estado do Missouri (EUA). Os próprios funcionários da escola fizeram a denúncia à polícia, após receberem as imagens.

Ainda assim, descobrir quem foram os responsáveis pela agressão não tem sido uma tarefa fácil. Quando questionado sobre a ação pela mídia local, o diretor da escola disse que o campo é público, o que significa que qualquer um tem acesso a ele.

Como as gravações foram feitas fora do período de aula, não houve qualquer tipo de controle de entrada e saída de pessoas no local, tornando toda a situação ainda mais complicada.

“É gráfico. É perturbador. Você pode adicionar inúmeras palavras aí”, diz John Baccala, o porta-voz da área de controle animal da cidade de Kansas. “A gente só quer encontrar a pessoa que fez isso, e também a que gravou o vídeo”.

Apesar de ter sido gravado no mês passado, foi só recentemente que as imagens viralizaram nas redes sociais. Isso causou extrema comoção e repúdio de pessoas de diversas partes do mundo.

De indivíduos a entidades e organizações de defesa dos direitos animais, todos ficaram horrorizados com a atitude do homem, que continua desconhecido. “Foi muito difícil de assistir”, conta Tori Fugate, do projeto em defesa dos animais KC Pet.

A organização recebe cerca de 30 animais por dia e, em média, pelo menos cinco deles vítimas de traumas. Por isso Fugate se sentiu extremamente incomodada e enfurecida com o vídeo. “Nós vemos muitos desses animais chegarem depois de já terem sofrido por um longo tempo ou por algo específico, mas é difícil de ver aquilo realmente acontecer, o agressor em ação”, conta.

Os oficiais continuam em busca dos envolvidos no ato e, com tanta comoção, eles estão cada vez mais empenhados.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>