• Home
  • Comer carne pode ter conexão com atitudes sexistas, aponta pesquisa

Comer carne pode ter conexão com atitudes sexistas, aponta pesquisa

0 comments

Um estudo recente relacionou atitudes humanas sobre o consumo de carne com características sociais predominantes, como o sexismo.

Na pesquisa realizada no Texas, as justificativas pró-consumo de carne foram positivamente relacionadas a atos de sexismo. (Foto: YinYang via GettyImages)
Na pesquisa realizada no Texas, as justificativas pró-consumo de carne foram positivamente relacionadas a atos que tentavam justificar o sexismo. (Foto: YinYang via GettyImages)

As entrevistas para a pesquisa contaram com 260 homens e 484 mulheres, que responderam perguntas sobre seus hábitos alimentares, papéis de gênero na sociedade e sobre sexismo em diversas ocasiões. Foi constatado que aqueles que consomem carne são mais propensos a apoiar estereótipos femininos de forma mais opressiva.

“Como hipotetizado, as justificativas pró-consumo de carne foram positivamente relacionadas a atitudes sexistas, bem como a papéis tradicionais de gênero e negativamente relacionados ao papel de gênero de atitudes transcendentes”, constataram os pesquisadores.

Estudiosos ainda disseram que, “por outro lado, as atitudes pró-animal foram positivamente correlacionadas com o papel de gênero em atitudes transcendentes e negativamente correlacionadas com o sexismo de forma hostil”.

Os resultados do estudo foram publicados na revista Feminism and Psychology.

Em 2016, aconteceu a primeira Conferência Vegana Pró-Intersectional em Londres, abordando questões de justiça social – como o racismo e o sexismo – inerentemente ligadas ao veganismo, analisando a opressão nos aspectos sexistas e também entre espécies.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>