• Home
  • Pesquisa aponta que a cada 15 segundos um animal morre atropelado no Brasil

Pesquisa aponta que a cada 15 segundos um animal morre atropelado no Brasil

0 comments

Uma pesquisa mostra que a cada 15 segundos, um animal morre vítima de atropelamento nas rodovias brasileiras. O levantamento do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE) ainda aponta que, cerca de 475 milhões de animais são mortos dessa maneira todos os anos.

Segundo a pesquisa, os pequenos animais como sapos, cobras e aves, são as principais vítimas, representando quase 90% das mortes por atropelamento. Para os especialistas, a redução das florestas com a expansão desenfreada das cidades é a principal responsável por esse cenário crítico.

 Animal paraplégico após ser atingido em estrada de SP
Sagui que ficou paraplégica após ser atingida em estrada de SP (Foto: Hélvio Romero/Estadão)

De acordo com o biólogo Giuseppe Puorto, do Conselho Regional de Biologia da 1ª Região (SP, MT e MS), esse avanço urbano interrompe as rotas utilizadas pelos animais. E as queimadas afugentam os animais de seus habitats.

“Em busca de alimentos, muitos acabam indo para além de seu habitat e chegam às áreas urbanas, onde se submetem a esse e outros riscos.Por instinto de sobrevivência, eles fogem para onde podem”, explica.

As estatísticas da Polícia Rodoviária Federal apontam que em 2017 foram 2,6 mil acidentes envolvendo animais na pista, dos quais 434 foram graves, com 103 mortes de pessoas, isso apenas em estradas federais.

A Agência de Transporte de São Paulo (Artesp) e as 22 concessionárias de rodovias participam neste mês da campanha “Seja um Tutor Responsável”, promovida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente. O objetivo é reduzir o abandono de animais nas estradas paulistas, que tiveram no ano anterior 12.541 cachorros e 2.727 gatos atropelados. Como parte da iniciativa, mensagens de orientação são exibidas nos 274 painéis eletrônicos espalhados pelos 8,3 mil quilômetros de rodovias concedidas do Estado.

Nota da Redação: a destruição de habitats por interesses humanos força os animais a se arriscarem e áreas urbanizadas em buscas de recursos e alimentos que, anteriormente, eram facilmente encontrados. Choques entre seres humanos e animais silvestres geralmente causam a morte destes segundos, que sofrem por perderem seus habitats e não serem amparados legalmente de maneira eficiente.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>