• Home
  • Polícia Militar impede realização de farra do boi em Florianópolis (SC)

Polícia Militar impede realização de farra do boi em Florianópolis (SC)

0 comments

A Polícia Militar impediu que uma farra do boi fosse realizada na comunidade da Costa da Lagoa, no município de Florianópolis, em Santa Catarina. Militares do 21º Batalhão e do 1º Pelotão do Rio Vermelho foram até o local após recebimento de denúncia.

(Foto: PMSC / Divulgação)

Uma vaca amarrada e em situação de maus-tratos foi encontrada pelos policiais. Os farristas fugiram assim que perceberam a presença da PM. O animal foi resgatado e entregue à Diretoria de Bem-Estar Animal (Dibea), órgão da Prefeitura, que por sua vez encaminhou a vaca à Associação Catarinense de Proteção aos Animais, responsável pelo projeto Farra do Boi Nunca Mais. Um dia antes do resgate de Manu, como passou a ser chamada a vaca, um touro também foi salvo na Costa da Lagoa.

A farra do boi é uma prática extremamente cruel que é proibida por lei desde 1998. Segundo a legislação, é crime “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. No estado de Santa Catarina, entretanto, os eventos continuam a ser realizados e são intensificados durante a Semana Santa. As informações são do portal Hora de Santa Catarina.

Para a realização da farra, o animal costuma ser confinado sem alimento por vários dias, o que já configura maus-tratos. Torturado, ele é colocado em um ambiente com água e comida, porém em local longe do alcance dele, para que fique ainda mais desesperado, devido a fome que sente.

Quando o evento começa, o boi é solto e perseguido pelos farristas. Além da fome e do estresse, o animal é agredido pelos participantes com pedaços de madeira, facas, lanças de bambu, cordas, chicotes, pedras e outros itens.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>