• Home
  • Após desistir de matar vacas, fazendeiro desenvolve fazenda vegana

Após desistir de matar vacas, fazendeiro desenvolve fazenda vegana

0 comments

Um agricultor vegetariano decidiu transformar um matadouro de vacas em uma fazenda vegana em Derbyshire, na Inglaterra. Jay Wilde sentiu-se forçado a agir. Tempos atrás, após uma reunião com uma sociedade vegana, ele e sua esposa Katja encaminharam a maioria dos seus 70 animais para um santuário de animais em Norfolk, nos Estados Unidos. As 12 vacas e cinco bezerros que ainda vagam em torno de sua casa de tijolos são animais domésticos. Tiger Tim, Choc, Hole in the Head, Blue e Rosie foram nomeados por causa de alguma característica, afirma a família Wildes.

Wilde herdou de seu pai uma propriedade de 172 hectares em Derbyshire. Jay manteve a tradição familiar, mas, como é um vegetariano comprometido, decidiu dar fim ao matadouro de animais. Jay Wilde afirma que ficou consternado com a morte dos animais “As pessoas escolhem se enganar dizendo:” Eles são apenas animais, eles não sabem o que está acontecendo “. Mas tenho certeza de que sim”. declarou o agricultor.

O fazendeiro está preparando a propriedade para ser uma fazenda vegana na Inglaterra.
O agricultor deseja transformar o matadouro em uma fazenda vegana. (Foto: Andrew Fox)

As vacas ainda têm algumas tarefas agrícolas – eles pastam em campos de grama e ajudam o ecossistema, elas recebem tanto amor e atenção quanto seus 11 gatos e dois cães. Entregar a maior parte do rebanho para um santuário foi o primeiro passo em direção da revolução na fazenda Bradley Nook. Wilde e sua esposa estão transformando o lugar em uma fazenda vegana e eles possuem planos maiores e mais ousados ​​para fazer da propriedade um destino vegano completo com um restaurante, uma escola de culinária e, possivelmente, um alojamento de férias. O casal está completando a transformação e, se conseguirem, Bradley Nook provavelmente será a primeira fazenda vegana do país. Mas o agricultor modesto está muito feliz agora ao saber que ele nunca mais precisará enviar outra vaca para o matadouro.

“O que estávamos fazendo funcionou no passado, mas já não é mais adequado para o nosso propósito. Consome muitos recursos, é moralmente indefensável se você acha que os animais são mais do que um pedaço carne”. Wilde está ciente de que ele está abandonando sua herança. Ele também entrou em desacordo com o seu cunhado que vê o vegetarianismo e o veganismo como uma ameaça direta para seus meios de sobrevivência.

O local que antes era um matadouro, atualmente se transforma em um santuário de animais.
Os animais que antes eram mortos, hoje são animais domésticos na fazenda vegana. (Foto: Andrew Fox)

O agricultor recebe mensagem de incentivo e agradecimento de pessoas de vários locais após tornar transformar a fazenda vegana. “Foi o que eu fiz, não consegui ver uma alternativa. Não me sinto como um herói”. Ele tem pouca simpatia para os ativistas veganos e de bem-estar animal que enviam abusos e até ameaças de morte aos fazendeiros. “É inapropriado, é cruel com as pessoas envolvidas pois os fazendeiros estão trancados em um sistema”.

O sonho de Wilde era trabalhar na fábrica de Derby’s Rolls Royce. Configurar a nova fazenda significa que eles querem praticar o que pregam, mas o agricultor admite que foi difícil não utilizar o queijo, mas por amor ao animais ele conseguiu.

Wilde também afirma que ele tinha pouca opção além de seguir seu pai na agricultura e nunca se sentiu como um fazendeiro. “Eu faltei completamente na escola e, como filho único, eu estava destinado a isso”. Ele acredita que seu pai nunca foi um fazendeiro particularmente entusiasmado, mas Wilde se sentiu forçado a ajudar seu próprio pai. “Eu acho que muitas pessoas estão presas na agricultura e não sabem mais o que fazer”, finalizou.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>