• Home
  • CEO do SeaWorld renuncia ao cargo após queda do número de visitantes

CEO do SeaWorld renuncia ao cargo após queda do número de visitantes

0 comments

O SeaWorld e a Manby provoca a indignação de ativista pelos direitos animais que protestam contra o confinamento e a criação de orcas, assim como a sua exploração para o entretenimento humano.

Foto: Alejandro Tamayo, San Diego Union-Tribune

Um comunicado oficial divulgado pela SeaWorld informa que o atual Diretor de Operações do  Parques, John T. Reilly, tornou-se o CEO interino, sucedendo Manby.

A mudança foi anunciada quando a empresa divulgou a queda dos lucros do quarto trimestre. O número de visitantes de 2017 diminuiu para 20,8 milhões, o que representa uma queda de 5,5% em relação a 2016. Já as receitas totais do parque atingiram US$ 1,26 bilhão, um declínio de 6% em relação ao ano anterior, noticiou o World Animal News.

“O SeaWorld está submerso: acabou de denunciar a perda de 1,2 milhão de visitantes no ano passado, o CEO saiu, e está enfrentando uma ação coletiva de investidores e um processo de proteção ao consumidor dos visitantes, assim como uma investigação de fraude criminal”, declarou Tracy Reiman, vice-presidente executiva da PETA.

“A empresa tenta ignorar o crescimento da pressão pública para mudar sua direção enquanto seus lucros caem e os animais miseráveis ficam em sua custódia: incluindo Malia, uma orca de 10 anos que possui sinais de infecção, que recentemente matou sua irmã Unna; seu pai, Tilikum e a matriarca orca Kasatka, permanecem confinadas em tanques apertados”, acrescentou.

A PETA apresentou uma resolução para o SeaWorld encerrar todos os seus programas de reprodução e disse ao parque para começar a transferir as orcas para os santuários litorâneos e parar de aprisionar animais.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>