• Home
  • Xuxa diz que não quer mais matar animais ou se alimentar deles

Xuxa diz que não quer mais matar animais ou se alimentar deles

0 comments

A apresentadora Xuxa Meneghel, que recentemente se tornou vegana, voltou a falar sobre veganismo. Em sua coluna na revista Contigo!, ela afirmou que para mudar seus hábitos, contou com a ajuda do namorado, o ator Junno Andrade.

Xuxa se tornou vegana recentemente (Foto: Reprodução / Facebook)

“Ele me apresentou o documento ‘Terráqueos’. Uau! Parei de ver algumas vezes, não queria assistir até o final, chorei e me senti péssima por fazer parte disso tudo. Hoje, comer proteína animal é querer, no mínimo, ter um câncer. Enfim, deu pra mim! Não quero mais matar bichos ou me alimentar deles”, escreveu.

Xuxa afirmou ainda que, apesar de ter tomado a decisão de se tornar vegana pelos animais, os produtos de origem animal também faziam mal para sua saúde. “Quando tentava, ficava com afta, dores no estômago, má digestão. Sentia dores de barriga até com leite e queijo. Nunca comi porco ou salame. Cachorro-quente? Só pão e molho. Mais tarde descobri que algumas pessoas não digerem bem a proteína animal. Para evitar os sintomas que comer a carne e alguns derivados animais me causava, passei a vida com azul de metileno na boca, recebendo massagens com bolsa de água quente e tomando remédios anti-gástricos”, contou.

Desde os 13 anos, a apresentadora não come carne. Aos 25 anos, deixou de consumir frango e, depois, ovos, pois achou “um quase pintinho na frigideira”. Xuxa, entretanto, continuou consumindo leite e queijo sem lactose, além de peixe. “Depois de um tempo para cá, começaram a me fazer mal”, disse. As informações são do portal Pure People.

Depois de abordar questões relacionadas à saúde, a apresentadora voltou a falar sobre direitos animais. “Muita gente acredita que o bichinho morre feliz para matar a fome dos humanos e fala cada atrocidade para defender essa teoria, chegam até a citar a Bíblia… Descobri que faço parte da tribo dos ‘chatos’, um grupo que não quer mais repetir que ama os bichos, mas se alimenta deles. Uma galera muito criticada, pois ninguém gosta de assumir que, para o próprio bem, é preciso casuar sofrimento e morte. Estou com quase 55 anos e descobri tudo isso muito tarde. Mas, quem sabe, os meus netos e seus amigos não precisarão se envergonhar por tantos erros cometido por nós”, concluiu.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>