• Home
  • Pangolins vítimas de traficantes são encontrados à beira da morte

Pangolins vítimas de traficantes são encontrados à beira da morte

0 comments

 

Foto: SVW

Infelizmente, os ativistas estão habituados a cenas tão horríveis. Os pangolins – animais tímidos e noturnos que se enrolam em pequenas bolas quando ficam com medo – são considerados o tipo de mamífero mais traficado do planeta. Aproximadamente a cada cinco minutos, um pangolim é capturado na Ásia ou na África para ser vendido no Leste Asiático por sua carne ou escamas, que as pessoas creem equivocadamente terem propriedades medicinais.

Devido à alta demanda de produtos derivados de pangolins, cerca de um milhão de pangolins foram comercializados na última década. Os traficantes alimentam os animais à força ou injetam água para aumentar seus pesos e lucros.

Neste caso particular, os pangolins estavam famintos. Os ativistas se apressaram para ressuscitar os pangolins fracos e à beira da morte, uma van estava a caminho do centro de resgate para recuperar os animais e levá-los para onde poderiam se recuperar.

Foto: SVW

“É feio, mas é real. Nós chegamos assim que pudemos, mas só conseguimos salvar a metade deles, pois estavam muito debilitados de desidratação e diarreia”, escreveu SVW no Facebook.

Muitos pangolins não sobrevivem ao estresse de serem sequestrados na natureza. Durante a viagem de dois dias ao centro de resgate, inúmeros morreram. Porém, alguns mostraram indícios de força.

“Esses pangolins sortudos desfrutaram de sua primeira refeição depois de uma semana completa de fome”, escreveu o centro de resgate, que publicou um vídeo de vários pangolins famintos dividindo comida.

“Nós só conseguimos salvar 50 dos 114 pangolins, já que eles eram muito debilitados e a condição em Ca Mau era ruim”, explicou Phap Nguyen Cong, diretor de comunicações do SVW.

Foto: SVW

Para os ativistas, o trabalho de resgate vale o esforço e os desafios. Eles terão que comprar um estoque de ovos de formigas – o principal componente da dieta de um pangolim – para manter os sobreviventes fortes.

Muitos seguidores do trabalho do centro de resgate expressaram gratidão aos ativistas. “Tão trágico. Obrigado por salvar os que você conseguiu. Vocês são todos heróis para esses pobres indivíduos explorados”, escreveu uma pessoa.

Os 50 pangolins sobreviventes terão tanto tempo quanto precisam no centro para a recuperação antes de retornarem à natureza.

Muitos estão começando a se acalmar, desenrolar seus corpos e comer agora que finalmente se sentem seguros.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>