• Home
  • Ativistas organizam protesto em frente à sede da Minerva Foods em SP

Ativistas organizam protesto em frente à sede da Minerva Foods em SP

0 comments

Bois repletos de fezes e urina ficaram mantidos em espaço superlotado por dias (Foto: Magda Regina)

Ativistas pelos direitos animais de dezenas de ONGs e grupos independentes realizarão uma manifestação pacífica em frente à sede da empresa Minerva Foods, na zona Oeste de SP, terça-feira (06).

A ação é um ato de repúdio à exportação de 25 mil bois vivos com destino à Turquia, onde serão engordados e brutalmente mortos ainda conscientes seguindo preceitos muçulmanos, o ritual halal, após a queda da liminar que impedia o transporte dos animais.

Os ativistas também pretendem fazer uma homenagem à inglesa Jill Phipps, que morreu em fevereiro de 1995 ao ser atropelada por um caminhão quando tentava atrasar o embarque de bezerros vivos com destino à Amsterdã no Coventry Airport.

A ação será realizada na rua Leopoldo Couto de Magalhães, 758, no bairro Itaim Bibi, em SP, de 16h às 21h.

Ações por todo o país e em Portugal

Além da manifestação realizada na zona Oeste de São Paulo, outras cidades brasileiras realizaram atos e protestos contra a exportação de animais vivos. Confiram abaixo as datas, horários e endereços das ações:

Brasília – 06 de fevereiro – 18:30h – 20:30h – A ação organizada pelo coletivo abolicionista FALA – Frente de Ações pela Libertação Animal será realiza em frente à embaixada da Turquia. Para mais informações acesse a página do evento no Facebook.

São Paulo – 07 de fevereiro – 17h – Av. Paulista, 1842 – Bela Vista. Ativistas se reunirão em frente ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

Belo Horizonte – 07 de fevereiro – 19:30h – 20:00h. O ato realiza por ativistas mineiros será realizado em frente ao consulado da Turquia na rua Alvarenga Peixoto, 295. Saiba mais através da página do evento no Facebook.

Salvador – 07 e 08 de fevereiro – será realizada uma vigília com início às 18h desta quarta-feira (07) até às 08h de quinta-feira (08), em frente ao Shopping Bahia, na
Shopping da Bahia, Av. Tancredo Neves, 148, Caminho das Árvores. Para mais informações acesse a página do evento no Facebook. A ação está sendo organizada por ativistas da Frente Libertária Brasil Vegano.

Rio de Janeiro – 08 de fevereiro – 17h – A capital carioca reunirá ativistas pelos direitos animais em frente à embaixada da Turquia na Praia de Botafogo, 228, zona Sul do RJ. Confira a página do evento no Facebook.

São Paulo – 18 de fevereiro – de 12h às 14h – Av. Paulista, 1578 – MASP. Confira mais informações na página do evento no Facebook.

Portugal – 24 de fevereiro – 10h (fuso horário europeu) – Ativistas lusitanos realizarão em frente a embaixada brasileira em Portugal um ato de repúdio à exportação de animais vivos em Quinta de Milflores – Estrada das Laranjeiras, 144. Mais detalhes da página do evento no Facebook.

Entenda o caso
Os bois começaram a ser embarcados no navio panamenho NADA, atualmente o maior do mundo em transporte de animais vivos, no dia 26 de janeiro. No dia 31, o embarque foi interrompido devido a uma ação civil pública, na esfera estadual, movida pela Agência de Notícias de Direitos Animais (ANDA) e pela Associação de Proteção Animal de Itanhaém (AIPA).

O navio foi mantido atracado no Porto de Santos por dias com os animais em situação de extremo sofrimento e maus-tratos mesmo com a ordem de desembarque imediato. A Minerva Foods desrespeitou ordens da Justiça estadual de São Paulo e da Justiça federal de desembarcar os bois.

No último domingo (4), após o deputado Beto Mansur ter ido até o porto para intermediar a situação à favor da empresa e do presidente Michel Temer ter discutido o assunto, juntamente com o ministro da Agricultura, Blairo Borges Magg, a Advocacia-Geral da União (AGU) entrou com um recurso na Justiça Federal, atendendo a um pedido do Governo Federal, solicitando que fosse autorizada a saída do navio.

A desembargadora Diva Malerbi, do Tribunal Federal Regional da 3ª. Região (SP), que havia mantido a proibição de saída do navio no último sábado (3), alterou sua decisão em atendimento à petição da AGU, e determinou a partida imediata do navio, que seguiu viagem no início da madrugada desta segunda-feira (5).

*colaborou Vanessa Norcia Serrão 

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>