• Home
  • Memorial homenageia animais explorados por militares na Nova Zelândia

Memorial homenageia animais explorados por militares na Nova Zelândia

0 comments

 

Foto: Horsetalk

O memorial será feito  aos esforços da Australian War Animal Memorial Organization (AWAMO), que faz memoriais e placas em homenagem aos animais que serviram ao lado da NZ Defense Force e dos soldados australianos durante o serviço no exterior.

Ele será realizado às 10h no Museu do Exército Nacional, no dia 24 de Fevereiro. Os animais foram explorados de diversas formas: como carga, mensageiros, transportadores de ambulâncias etc. Eles eram frequentemente pressionados e trabalharam incansavelmente, independentemente do país em que estivessem.

A AWAMO fez o  primeiro memorial de animais de guerra – intitulado “Espírito Emergente”, na Frente Ocidental, em Pozieres, na França, em Julho de 2017. Além disso, é o memorial de animais de guerra da Nova Zelândia. Ambos foram criados pela artista de renome internacional Susan Bahary.

Foto: Horsetalk

Pozieres foi o cenário de alguns dos piores combates ma para as tropas australianas na Primeira Guerra Mundial. A batalha também foi o lugar de perdas incontáveis de outras espécies. Estima-se que mais de nove milhões de animais que serviram morreram ou foram feridos na Grande Guerra.

Entre 1914 e 1916, o governo da Nova Zelândia conseguiu mais de 10 mil cavalos para equipar a Força Expedicionária da Nova Zelândia. Em Abril de 1916, mais de três mil animais foram enviados do Egito para a França com a Divisão da Nova Zelândia. Milhares de cavalos da Nova Zelândia permaneceram no Oriente Médio, informa o Horsetalk.

Os cavalos eram usados para transportar suprimentos e como animais de carga, principalmente na Segunda Guerra Mundial.  Na Nova Zelândia, o NZMR continuou operando tropas para treinar e mobilizar um Guarda Nacional para patrulhar a costa do país.

O NZDF ainda explora cães para serviços militares e algumas forças especiais usam equinos para transportar equipamentos em terrenos difíceis em áreas operacionais.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>