• Home
  • Laudos descartam mortes de 13 macacos por febre amarela em Goiás

Laudos descartam mortes de 13 macacos por febre amarela em Goiás

0 comments

Goiás registrou em janeiro deste ano a morte de 35 macacos em 23 cidades, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Até a última quarta-feira (31), laudos concluíram que 13 animais não morreram por causa de febre amarela. Os demais casos estão em investigação.

Macaco é encontrado morto em Itumbiara (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Um dos macacos foi encontrado morto em uma chácara de Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal. A Secretaria Municipal de Saúde encaminhou o animal para análise na Universidade de Brasília (UNB), que descartou a contaminação com o vírus, mas não informou a causa da morte.

Além de Novo Gama, 11 macacos morreram na capital. Anicuns e Itapuranga tiveram duas mortes.

Cada um destes municípios registrou uma morte: Pirenópolis, Morrinhos, Vale do Araguaia, Cristianópolis, Piracanjuba, Goianésia, Varjão, Palmeiras de Goiás, Jaraguá, Santo Antônio do Descoberto, Val paraíso, Leopoldo de Bulhões, Senador Canedo, Quirinópolis, Turvânia, Uruana, Petrolina de Goiás, Itumbiara e Guapó

Transmissão de febre amarela

O surto de febre amarela no país levou moradores de algumas regiões atingidas a matarem macacos por medo da doença. Porém, o Ministério da Saúde alerta que os macacos não transmitem a doença diretamente para humanos e que eles sinalizam a presença do vírus transmitido por mosquitos. Segundo o órgão, os primatas devem ser protegidos em seu ambiente natural.

 

Fonte: G1

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>