• Home
  • Traficantes são presos ao transportar partes de corpos de animais

Traficantes são presos ao transportar partes de corpos de animais

0 comments

Traficantes foram presos enquanto transportavam patas de ursos, pedaços dos corpos de tigres, genitálias de rãs e cervos. Eles foram flagrados enquanto passavam pela fronteira entre a Rússia e a China.

Traficantes transportavam patas de urso (Foto: Reuters / Imagem Ilustrativa)

De acordo com a ONG Centro do Tigre do Amor, entidade russa de proteção ao tigre siberiano, o objetivo dos traficantes era atravessar o lago Janka, na fronteira russo-chinesa, para evitar os pontos aduaneiros. De acordo com a instituição, no momento em que foram presos, eles transportavam “mais de uma tonelada de patas de ursos (cerca de 870 patas), gordura e genitais de rãs e restos de pelo menos quatro tigres da Sibéria”.

Dentes de urso, rabos e pênis de cervos, armas, munições e âmbar também foram encontrados em três veículos que, segundo a entidade, eram conduzidos por “cidadãos russos e chineses”.

“Essas partes de corpos de animais geralmente são transportadas quando o Ano Novo chinês se aproxima”, afirmou Sergei Aramilev, diretor da ONG, em nota. A data será celebrada este ano em 16 de fevereiro.

O caso, entretanto, não é o primeiro. Em 2008, outros traficantes foram flagrados pelas autoridades tentando atravessar a fronteira através da mesma região, porém no verão. Eles transportavam 480 patas de urso, segundo Aramilev. As informações são do Jornal Cruzeiro.

O tigre siberiano, conhecido como tigre do amor, corre risco de extinção. A população atual da espécie se restringe a 450 tigres que habitam a China, a Rússia e possivelmente a Coreia do Norte.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>