• Home
  • Pôneis se reúnem para lamentar a morte de companheira

Pôneis se reúnem para lamentar a morte de companheira

0 comments

Simmons acredita que os pôneis estavam sofrendo.

Foto: Sarah Simmons

Ela tirou uma foto da cena e postou no Facebook e a imagem rapidamente tornou-se viral.

“Fiquei desolada, achei bastante chocante que os outros pôneis estivessem de luto pela perda de um membro do rebanho”, disse ela ao The Dodo.

Simmons mora em New Forest, no sul da Inglaterra. Simmons conhecia o pônei que morrera – seu nome era Hazel Hill Scrap, e ela era uma égua de nove anos tutelada por uma amiga sua Ela também reconheceu outros dois animais. “A égua cinzenta e a escura na frente do grupo eram a mãe e a meia irmã dela”, contou.

Eles não são pôneis comuns, mas “pôneis New Forest”, uma espécie nativa rara que percorreu as ilhas britânicas há milhares de anos. Enquanto os habitantes locais cuidam de alguns pôneis New Forest, outros são totalmente selvagens. Mas todos os pôneis New Forest – sejam eles tutelados ou selvagens – andam livremente pelas florestas e aldeias.

Foto: Sarah Simmons

Infelizmente, eles pagam um preço alto por sua liberdade. Tecnicamente, eles possuem o direito de vagar pelas estradas florestais, de acordo com Simmons, mas as pessoas geralmente dirigem muito rapidamente e atropelam os animais. O motorista que atingiu Hazel Hill Scrap não parou para ajudá-la.

Marc Bekoff, um especialista em comportamento animal, disse que não há dúvida de que os pôneis ficam de luto. É difícil dizer se era isso que eles estavam fazendo sem ver seus movimentos, mas ele observou que “o cadáver da amiga morta certamente despertou sua curiosidade”.

Independentemente do que os pôneis estavam pensando enquanto olhavam para o corpo de Hazel Hill Scrap, sua morte é uma grande perda, disse Simmons.

“Este pônei e suas linhas de raça são insubstituíveis. Ela [teria] criado a próxima geração e isso foi perdido. Isso não ajuda o pônei New Forest. Precisamos ter mais consciência da raça e do seu habitat antigo antes de arriscar perdê-los para sempre”, explicou Simmons.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>